Andrés Sanchez oferece apoio ao Palmeiras após veto da Conmebol ao Allianz Parque

Andrés Sanchez oferece apoio ao Palmeiras após veto da Conmebol ao Allianz Parque

Por Meu Timão

Andrés declarou apoio ao Palmeiras contra a Conmebol

Andrés declarou apoio ao Palmeiras contra a Conmebol

Foto: Meu Timão

Tentando buscar novos acordos para os naming rights do Corinthians, Andrés Sanchez falou sobre o veto da Conmebol no estádio do Palmeiras - a entidade proibiu a divulgação de propagandas dentro do Allianz Parque na Libertadores. O ex-presidente alvinegro declarou que, se o presidente rival quiser ajuda, o Timão entrará na "briga" ao lado deles.

"Isso não existe! O Paulo Nobre sabe que topa... Não é Corinthians ou Palmeiras, todos os clubes topam. Estamos no século 21, não existe isso. Espero que o Palmeiras jamais ceda isso. Não pode ceder. É um absurdo", desabafou o mandatário no programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, na noite desse domingo.

Andrés afirmou que o veto foi feito para as propagandas, mas que o nome do estádio não se encaixa nesse caso. O Corinthians, por exemplo, está em busca de um acordo para que alguma empresa estampe sua marca no nome da Arena.

"Não é propaganda no campo. É o nome do estádio. Não é que eu estou fazendo uma propaganda nova. É a minha casa", disse Andrés.

"Essa é a coisa mais 'besteira', para não falar outra coisa, que tem no futebol. Não é que está pondo uma propaganda nova para faturar. É o nome do estádio. Eu falo por mim, mas o Corinthians, com certeza, abraça essa ideia e faz o que tiver que fazer. Não tem cabimento isso", completou.

Caso não consiga derrubar o veto da Conmebol, o Palmeiras terá que atuar fora de seu estádio na disputa da Libertadores. A organização afirma que o clube não pode exibir propagandas dentro do estádio - no caso seria de uma companhia de seguros que pagou pelos direitos de nome da arena palmeirense.

Esse "percalço" pode atrapalhar nas negociações dos naming rights da Arena Corinthians, haja vista que empresas interessadas em estampar suas marcas em Itaquera podem se assustar diante da postura da Conmebol.

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes