Estreia do Corinthians na Libertadores de 2012 completa quatro anos

Estreia do Corinthians na Libertadores de 2012 completa quatro anos

Por Meu Timão

Ralf marcou o gol que deu início a jornada corinthiana no torneio

Ralf marcou o gol que deu início a jornada corinthiana no torneio

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Há quatro anos o Timão conseguia um empate heroico contra o Deportivo Táchira, da Venezuela. O jogo aconteceu no estádio Pueblo Nuevo, Sán Cristóbal. A partida marcava o início da nova tentativa do Corinthians em tentar conquistar a Libertadores.

Tite levou a campo o mesmo time que havia ganhado o Campeonato Brasileiro no ano anterior. A escalação tinha: Júlio César; Alessandro, Chicão, Leandro Cástan e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo; Jorge Henrique, Emerson Sheik e Liedson. Entraram no decorrer da partida Alex, Élton e Willian.

Os adversários entraram em campo com: Rivas; Chacón, Angel, Rouga e Clavijo; Guerrero, Villafraz, Casanova, Garcia e Chourio; Sérgio Herrera. Eram comandados pelo técnico Jaime de la Pava, que mexeu três vezes no time durante a partida - Martorell, Arocha e Zapata entraram em campo.

A estreia do time na competição não foi fácil, os adversários fizeram o gol ainda aos 22 minutos do primeiro tempo de jogo, com Sérgio Herrera, após o zagueiro Chicão chutar a bola em cima do atacante - e a pelota tomar rumo em direção ao gol defendido por Júlio César.

O Timão assustou duas vezes antes do intervalo, a primeira com uma cabeçada de Danilo que pegou no travessão do arqueiro Rivas. A segunda aconteceu com o volante Paulinho, que quase fez um belo gol, após tabelar com Alessandro, mas o goleiro adversário fez grande defesa.

Na segunda etapa, o time venezuelano começou assustando, Casanova recebeu livre nas costas de Fábio Santos, invadiu a área e passou para Chourio, no primeiro lance o goleiro Júlio César fez grande defesa, mas no rebote o meia acabou marcando - para a sorte do alvinegro, o auxiliar marcou impedimento no primeiro lance.

O jogo seguiu truncado no meio de campo, mas coube ao zagueiro Leandro Cástan ir roubar a bola no campo de ataque e fazer boa triangulação com Élton e Paulinho, o defensor saiu na cara do goleiro, que conseguiu fazer bela defesa.

Aos 48 minutos do segundo tempo veio a felicidade na Fiel Torcida. O Corinthians recebeu falta na parte lateral do campo de ataque, e o meia Alex foi para a cobrança. O jogador jogou a bola na marca do pênalti, e o volante Ralf subiu mais que todos os adversários e cabeceou forte na bola para empatar o jogo.

O empate garantiu a invencibilidade do Corinthians na competição. Depois da estreia, o time alvinegro ainda jogou mais 13 partidas na competição, empatou cinco, e ganhou oito partidas. O torneio só foi acabar em julho, com o inédito título alvinegro após vitória sobre o Boca Juniors na final decidida no Pacaembu.

Veja Mais:

  • Walter aguarda diretoria do Corinthians para selar permanência no clube

    São Paulo insiste e aumenta oferta pela terceira vez; Walter segue no aguardo do Corinthians

    ver detalhes
  • Meia marcou primeiro gol com a camisa do Corinthians nesta quarta-feira

    De Messi a Romarinho: as reações da torcida do Corinthians ao primeiro gol de Pedrinho; veja

    ver detalhes
  • Gol de Balbuena abriu o placar nesta quarta-feira

    Balbuena e Pedrinho marcam, Corinthians despacha colombianos e avança na Sul-Americana

    ver detalhes
  • Timão se aproximou ainda mais da segunda colocação no Torcedômetro

    Fiel Torcedor volta a crescer e Corinthians diminui diferença para segundo lugar no Torcedômetro

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes