Lucca avalia estreia como positiva, mas prega cautela: “é só a primeira partida”

Lucca avalia estreia como positiva, mas prega cautela: “é só a primeira partida”

Por Meu Timão

Depois de gol contra São Paulo, Lucca criou a jogada do único gol corinthiano contra o Cobresal

Depois de gol contra São Paulo, Lucca criou a jogada do único gol corinthiano contra o Cobresal

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Apontado como um dos destaques do Corinthians na vitória por 1 a 0 sobre o Cobresal, na estreia da Copa Libertadores, nesta quarta-feira, Lucca avaliou que a equipe fez uma boa partida, principalmente por jogar fora de casa e fazer sua estreia na competição. No entanto, o jogador foi cauteloso e ressaltou a importância de manter a sequência de bons resultados.

“Creio que foi justo pelo fato de a gente sempre estar buscando o gol. No primeiro tempo eles pressionaram um pouco mais a gente, mas equipe sempre esteve bem postada. Então creio que foi justo e espero que a gente possa dar continuidade. Demos um passe importante, mas é só a primeira partida”, avaliou o atleta.

O atacante foi o responsável por criar a jogada que resultou no gol do Corinthians , nos minutos finais do segundo tempo. Pelo lado direito, ele cruzou e viu Escalona, do Cobresal, desviar contra a própria meta e marcar o gol contra. Considerando o resultado justo, o jogador ainda comentou sobre os efeitos causados pela altitude.

“Lógico que a gente sente um pouco a altitude, mas tínhamos que saber lidar com essa situação, com as circunstâncias do jogo. O ar é um pouco seco e às vezes a garganta seca bastante, atrapalha um pouco, mas sabíamos da dificuldade. Entramos conscientes disso e creio eu que fizemos uma boa partida”, concluiu.

Disputa acirrada – Sendo o grande responsável pelo gol corinthiano, Lucca mantém acirrada a disputa por posições no Corinthians. Autor de um dos gols contra o São Paulo, no útlimo domingo, ele iniciou como titular pelo lado esquerdo contra o Cobresal, enquanto Romero foi utilizado no lado direito.

Romero, no entanto, foi substituído por Giovanni Augusto no intervalo. Buscando firmar espaço em meio à reformulação da equipe, o atacante considerou normal a briga por posição e destacou o trabalho de Tite.

“Lá dentro, independente de quem jogar, a gente não tem essa vaidade. Se o Lucca vai jogar, se o Romero vai jogar, se o Gabriel Vasconcelos vai jogar, todos vão respeitar e cada um vai buscar seu espaço e isso o Tite trabalha muito porque a cada momento a oportunidade pode surgir e você tem que estar preparado”, concluiu.

Veja Mais:

  • Sub-20 comemorando título do Corinthians/UNIP no futsal

    Sub-20 conquista título estadual e Corinthians fica perto de fim de ano perfeito no futsal

    ver detalhes
  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes