Depois de reunião com Castilho, dirigentes da Gaviões são atacados em São Paulo

Depois de reunião com Castilho, dirigentes da Gaviões são atacados em São Paulo

Por Lucas Mariano e Marco Bello

Diguinho foi agredido após sair de reunião com o MP

Diguinho foi agredido após sair de reunião com o MP

Foto: Gaviões da Fiel

Depois de participar de uma reunião no Fórum Criminal da Barra Funda, dois dirigentes da Gaviões foram agredidos em um supermercado da zona oeste de São Paulo. A autoria do ataque ainda não foi confirmada.

A informação foi apurada pela reportagem do Meu Timão​, mas a organizada corinthiana preferiu não se manifestar. Diguinho e Cris – como são conhecidos na torcida – foram agredidos por cinco homens encapuzados ainda não identificados no estacionamento do supermercado.

Os integrantes agredidos foram levados ao hospital, e, segundo a Gaviões, não correm risco de vida. Rodrigo de Azevedo Lopes, o Diguinho, presidente da agremiação, foi quem sofreu mais com ataque e está internado no Guarujá com ferimentos mais graves e uma fratura exposta no braço. Já o primeiro-secretário, Cristiano de Morais Souza, ficou com ferimentos leves e já deixou o hospital.

Os dois haviam acabado de participar de uma reunião, convocada pelo Ministério Público do Estado de São Paulo, que contou com a presença do promotor Paulo Castilho e membros de torcidas organizadas do Palmeiras e do São Paulo.

A emboscada teria sido filmada pelas câmeras do Walmart na Barra Funda, e os agressores portavam paus e barras de ferro. A princípio, a informação divulgada era de que o veículo suspeito, um Tucson, pertenceria a um membro da torcida organizada do São Paulo.

Há polêmica, porém, se de fato a autoria do ataque teria partido de organizadas rivais - especialmente porque foge do modus operandi destes confrontos e acontece em um momento de insurgência das torcidas contra nomes poderosos do futebol.

Veja Mais:

  • Desfalque diante do Vitória, Pablo está recuperado e deve viajar a Goiânia

    Treino do Corinthians tem rachão com 'morte súbita', 'desafio' a Clayson e disputa de pênaltis

    ver detalhes
  • Roberto (à esq.) está pessimista por negócio com Cicinho

    Roberto de Andrade esclarece especulações, vê Cicinho distante e abre o jogo sobre Nenê

    ver detalhes
  • Nenê foi oferecido nos últimos dias para a diretoria do Corinthians

    Nenê é oferecido ao Corinthians; até troca com dois jogadores alvinegros é sugerida

    ver detalhes
  • Para presidente corinthiano, aporte da Crefisa no Palmeiras é 'ponto fora da curva'

    'Desleal', diz Roberto de Andrade sobre apoio da Crefisa ao arquirrival do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes