Ex-vice do Corinthians explica por que defende benefícios às torcidas organizadas

Ex-vice do Corinthians explica por que defende benefícios às torcidas organizadas

Por Meu Timão

Rosenberg esteve à frente do Timão de 2007 a 2012

Rosenberg esteve à frente do Timão de 2007 a 2012

Foto: Reprodução

Clube andando de mãos dadas com torcida organizada? Ao menos na visão do economista Luis Paulo Rosenberg, a parceria entre dirigentes e torcedores é possível e justificável.

Em entrevista ao site O Financeiro, o ex-vice-presidente e diretor de marketing do Corinthians explicou os motivos que o fazem defender benefícios eventualmente dados por clubes a suas torcidas. Na opinião de Rosenberg, que esteve à frente do Timão de 2007 a 2012, as uniformizadas seriam aquilo que o marketing classifica como consumidor fiel.

"Nunca tivemos problemas com a torcida. Minha posição em relação às organizadas foi sempre muito clara. Fico perplexo quando alguém fica indignado que eles têm ingressos mais baratos porque têm prioridade. Então vão reclamar com o cartão fidelidade da Gol, com a American Express que dá cartão platinum", afirmou.

"Segmentar seus consumidores de acordo com a fidelidade é o básico do marketing puro. Em um jogo de futebol, o Corinthians provê o vídeo, mas quem produz o áudio é a torcida organizada. Faz parte do show. Eu preciso tê-los lá dentro, empurrando o time, sem contar que eles nos ajudam a ganhar", completou.

Vale destacar que, ao menos oficialmente, a diretoria do Corinthians não distribui ingressos a suas organizadas. Nos jogos fora de casa, por exemplo, o clube anuncia a preferência da compra dos ingressos aos sócios-torcedores do programa Fiel Torcedor com maior assiduidade.

Veja Mais:

  • Fora dos planos do Timão, Cristian é alvo do Jorge Wilstermann

    'De canto' no Corinthians, dupla é procurada por clube boliviano que está na Libertadores

    ver detalhes
  • Corinthians e Chapecoense dividem liderança da atual edição da Série A

    Chapecoense vence e empata com Corinthians na liderança do Brasileirão; veja a tabela

    ver detalhes
  • Timãozinho venceu o Mundial Sub-17 em 2015

    Maior campeão, Corinthians desiste do Mundial de Clubes Sub-17 por falta de dinheiro

    ver detalhes
  • Castán pertence á Roma, mas jogou a última temporada pelo Torino, também da Itália

    Com reunião agendada na Itália, pai de Castán não descarta retorno do zagueiro ao Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes