Dois lados: torcida diz sofrer repressão da PM na Vila e FPF nega

2.8 mil visualizações 36 comentários

Por Lucas Mariano

Faixa com a mensagem 'Federação de Palhaçada e Falcatrua' foi levada pela torcida do Corinthians no clássico

Faixa com a mensagem 'Federação de Palhaçada e Falcatrua' foi levada pela torcida do Corinthians no clássico

Futeboldecampo.net

Assim como vem ocorrendo nos jogos do Corinthians na temporada, faixas de protesto também foram levadas para o clássico contra o Santos, neste domingo. No entanto, segundo relato de torcedores corinthianos, o ato voltou a sofrer repressão da Polícia Militar.

De acordo com membros de torcidas organizadas do Timão que foram à Vila Belmiro, um funcionário da Federação Paulista de Futebol ordenou a retirada da faixa levada ao estádio, que se posicionava justamente contra a entidade. Inclusive, a faixa, contendo os dizeres "Federação de Palhaçada e Falcatrua", foi mencionada pelo árbitro Flavio Rodrigues de Souza na súmula da partida.

Segundo relato de um torcedor ao Meu Timão, inicialmente a Polícia Militar se recusou a coibir o protesto das organizadas, porém logo depois outro grupo de policiais entrou no setor de visitantes para retirar a faixa a pedido do funcionário da FPF. A polícia, no entanto, não obteve sucesso, já que o material foi escondido pelos torcedores.

À reportagem, a Federação Paulista de Futebol declarou que não veta protestos dentro dos estádios e que orienta árbitros, delegados e funcionários da partida a não paralisarem os jogos em manifestações pacíficas. Ainda de acordo com a assessoria da entidade, não houve qualquer tipo de de pedido da FPF para a retirada de faixas no clássico contra o Santos. Confira a resposta:

"A FPF reafirma sua posição de não vetar manifestações e protestos dentro dos estádios, e não orienta a PM a retirar faixas. Internamente, a FPF também orientou árbitros, delegados e funcionários a não paralisar os jogos em situações de manifestações pacíficas. Não houve, no clássico entre Santos x Corinthians, quaisquer solicitações da FPF para retirada das faixas das arquibancadas".

No jogo deste domingo, as torcidas de Corinthians e Santos levaram faixas de protesto ao estádio. De acordo com torcedores, os atos não foram combinados, mas mostram como a luta dos corinthianos vem ganhando apoio em todo o Brasil.

Relembre o início dos protestos - As faixas de protesto da torcida corinthiana começaram a ganhar destaque no País após a Polícia Militar reprimir os torcedores na Arena Corinthians na partida contra o Capivariano, ainda na terceira rodada do Campeonato Paulista. Três dias depois, no clássico contra o São Paulo, o árbitro chegou a interromper o duelo e solicitou ao zagueiro e então capitão Felipe para que convencesse a torcida a abaixar as faixas.

Após os atos de repressão, a FPF reconheceu o erro e emitiu um comunicado oficial afirmando que defende a liberdade de expressão e que o clássico não deveria ter sido paralisado.

Veja Mais:

  • Live do Meu Timão: mercado da bola no Corinthians | Chegadas e saídas

    VÍDEO: Live do Meu Timão: mercado da bola no Corinthians | Chegadas e saídas

    ver detalhes
  • Corinthians tem cerca de 75 mil associados no Fiel Torcedor

    Corinthians desmente informação sobre queda no número de sócios após manifestações

    ver detalhes
  • Gobbi é o favorito da Fiel entre as opções prováveis para a eleição

    Ex-presidente do Corinthians é o favorito da Fiel em enquete sobre eleição; situação fica em último

    ver detalhes
  • Irmãos alvinegros emocionaram a internet com vídeo fofo que viralizou

    Pequeno corinthiano se emociona ao ganhar primeiro pedaço do bolo de irmão e vídeo viraliza; assista

    ver detalhes
  • Ramiro disse que elenco aceitou manter redução para ajudar funcionários

    O que você pensa da redução de salário dos jogadores do Corinthians? Responda a enquete do Meu Timão

    ver detalhes
  • Jô segue na mira do Corinthians para reforçar o ataque alvinegro

    Diretor confirma que Corinthians acompanha situação de Jô diariamente, mas prega cautela

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: