Show de cartões e dois expulsos sacramentam derrota em noite horrorosa em Assunção

Corinthians Corinthians 2 x 3 Cerro Porteño Cerro Porteño

Libertadores 2016

Show de cartões e dois expulsos sacramentam derrota em noite horrorosa em Assunção

Por Meu Timão

Corinthians perdeu para o Cerro Porteño após duas expulsões

Corinthians perdeu para o Cerro Porteño após duas expulsões

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Em Assunção, no estádio Defensores del Chaco, o Corinthians encarou o Cerro Porteño na noite desta quarta-feira pela Copa Libertadores da América. A equipe alvinegra lutava pela vitória para ficar mais próxima da classificação da primeira fase na terceira rodada, mas acabou perdendo a partida por 3 a 2.

Para o confronto, Tite escalou a equipe com Cássio; Fagner, Yago, Felipe e Uendel; Bruno Henrique, Giovanni Augusto, Guilherme, Rodriguinho e Lucca; André. Nenhum dos onze jogadores, porém, poderia sequer imaginar o show de horror que seria a partida.

Começando bem, o Timão conseguiu a vantagem e fez bom primeiro tempo. Porém, da segunda metade em diante, o time sofreu o empate, a virada, duas expulsões e um festival de cartões que encerraram a invencibilidade da equipe na competição.

Primeiro tempo

O Corinthians começou melhor na partida, embora lutasse contra a forte marcação do Cerro Porteño. Apesar de jogar na casa do adversário, a equipe corinthiana parecia pronta para ditar o ritmo da partida.

Enquanto o Timão criava, a equipe do Cerro se mantinha no contra ataque, e com qualidade, chegou com eficiência ao gol de Cássio. O goleiro, acusado de falha no jogo contra o Santos, foi decisivo e fez defesas milagrosas em Assunção

Não demorou muito, porém, para que a pressão desse frutos e o Corinthians abriu o placar. André, aos dez minutos de jogo, fez seu primeiro gol da Libertadores e desempatou a partida a favor dos visitantes.

O gol precoce acabou mudando a atitude do Cerro, que ficou mais agressivo e começou a levar perigo no jogo. Impondo velocidade, a equipe paraguaia deu trabalho, mas ficou no goleiro corinthiano enquanto as maiores chances seguiam com o Corinthians. A primeira etapa terminou com a vantagem alvinegra.

Segundo tempo

Nem mesmo o torcedor mais pessimista, porém, poderia esperar o que aconteceria nos 45 minutos finais da partida. O revés começou logo aos quatro minutos, quando o Cerro empatou a partida.

Depois disso, o nervosismo tomou conta e somado a uma arbitragem caseira, que aplicou cartões justos para o Corinthians - mas omitiu os mesmos para o adversário, mudou o ritmo da partida.

O atacante André, que já havia levado cartão no primeiro tempo, participou de uma dividida imprudente. O árbitro amarelou o jogador pela segunda vez, e o Timão ficou com um jogador a menos. Além dele, Lucca e Guilherme também já tinha sido advertidos.

Poucos lances depois, quando Tite ainda planejava as mudanças no time, Guilherme deu uma entrada dura e também ficou a mercê do juiz. Rodriguinho, em tentativa de evitar o cartão definitivo, reclamou acintosamente e acabou levando a advertência no lugar do companheiro.

Apesar disso, o sacrifício não valeu a pena: o próprio Rodriguinho levou o segundo amarelo e acabou sendo a segunda expulsão de Tite. Com dois a menos, o Corinthians não tinha mais armas se não tentar segurar o empate.

Com o esquema desmontado, porém, o Timão não conseguiu conter o ímpeto do Cerro e levou dois gols: aos 29 e aos 37 minutos. Antes do fim do jogo, o Corinthians ainda conquistou um pênalti - Giovanni Augusto bateu e diminuiu, mas a equipe não conseguiu reverter o resultado.

Com a derrota, a equipe é ultrapassada pelo Cerro, próximo adversário na competição - em partida que já terá garantido ao menos dois desfalques: André e Rodriguinho. O próximo jogo do Corinthians, pelo Paulista, acontece contra o Botafogo em Ribeirão Preto, no domingo.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida entre Corinthians e Cerro Porteño

  • 1000 caracteres restantes