Explicação do Corinthians ao Cade por venda de direitos de transmissão pode complicar Globo

Explicação do Corinthians ao Cade por venda de direitos de transmissão pode complicar Globo

Por Meu Timão

Roberto de Andrade respondeu o questionário enviado pelo Cade

Roberto de Andrade respondeu o questionário enviado pelo Cade

Foto: Agência Corinthians

Em questionário enviado pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), o Corinthians respondeu assuntos referentes às negociações dos direitos de transmissão de TV. No documento, o presidente Roberto de Andrade afirmou que a Rede Globo fez uma proposta conjunta ao clube alvinegro - ou seja, fez uma única proposta por todas as mídias (TV aberta e fechada, pay-per-view, telefonia móvel etc). As informações são da Folha de S. Paulo.

"Conforme detalhadamente informado na resposta anterior, o Sport Club Corinthians Paulista celebrou seis contratos com o Grupo Globo relativos à transmissão dos Campeonatos Brasileiros de 2019 e 2020. À época não se falou em negociação por mídia, mesmo porque não havia nenhuma proposta concorrente. O valor proposto englobava todas as mídias: TV aberta, incluindo publicidade estática, TV fechada (por assinatura), pay-per-view, internet, telefonia móvel, e exploração internacional", detalhou o presidente no questionário.

A ação de venda conjunta é proibida pelo orgão de defesa, pois fere os princípios da livre concorrência. Ainda no questionário, o presidente corinthiano explicou que a Globo não condicionou o clube a assinar aqueles termos.

"Não houve nenhum condicionamento imposto pelo Grupo Globo que vinculasse a aquisição dos direitos de transmissão em TV aberta, por parte da Rede Globo, a um aceite da venda de direitos de transmissão em TV Fechada/PPV para o referido grupo", detalhou o cartola.

Caso for comprovada a proposta conjunta, o Cade terá que abrir uma investigação mais aprofundada do assunto, que no caso seria um inquérito administrativo. Em 2010, a Rede Globo havia se comprometido a fazer propostas independentes nas negociações com os clubes.

A investigação pode acarretar em uma quebra de contrato entre as partes. No final do documento, o presidente alvinegro confirmou que o Corinthians não está em negociações com o Esporte Interativo, que pertence a empresa Turner.

"O Sport Club Corinthians Paulista não recebeu proposta do Grupo EI", confirmou o presidente.

Veja Mais:

  • Torcida do Corinthians fez festa no estádio do Racing

    Fotógrafo registra vídeo sensacional no meio da torcida do Corinthians no estádio do Racing

    ver detalhes
  • Homero transformou bandeira invertida em taça da Libertadores nas costas de Edinho

    21 anos após erro de tatuador, corinthiano fecha costas com lembranças épicas da Libertadores

    ver detalhes
  • Carille vai mudar rotina do Timão e tirar concentração do CT

    Pela primeira vez em seis anos, Corinthians deixa CT para se concentrar ao lado do Morumbi

    ver detalhes
  • Parte do elenco Sub-20 permanecerá no Brasil

    Em próxima data FIFA, Corinthians Sub-20 viaja para a Espanha e enfrenta Deportivo La Coruña

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes