MP denuncia, e Justiça transforma seis em réus por mortes em acidente na Arena

MP denuncia, e Justiça transforma seis em réus por mortes em acidente na Arena

Por Meu Timão

Estudo diz que solo instável causou queda do guindaste na Arena Corinthians

Estudo diz que solo instável causou queda do guindaste na Arena Corinthians

Quase três anos após o desabamento de um guindaste durantes as obras de construção da Arena Corinthians a Justiça começa a agir. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, seis pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público de São Paulo e transformadas em réus pela Justiça do Estado.

De acordo com a reportagem, as seis pessoas foram consideradas responsáveis pelo acidente que matou os operários Ronaldo Oliveira dos Santos e Fabio Luiz Pereira em 2013. Quatros dos réus são funcionários da Odebrecht, construtora responsável pelas obras da Arena; os outros dois trabalham para a Locar, empresa terceirizada para operar o guindaste.

Os funcionários da Odebrecht denunciados são: os engenheiros Frederico Marcos de Almeida Horta Barbosa e Márcio Prado Wermelinger, o técnico Gilson Guardia e o encarregado Valentim Valeretto. Já os trabalhadores da Locar são: o operador de guindaste José Walter Joaquim e o supervisor de equipamentos Leanderson Breder Dias.

Se forem condenados pelo desabamento do guindaste combinado com as mortes dos operários, os réus podem pegar de um a a quatro anos de prisão.

Veja Mais:

  • Kazim terá nova oportunidade como titular diante do Palmeiras

    Em treino aberto na Arena, Carille define novo Corinthians para clássico

    ver detalhes
  • Carille terá onze suplentes à disposição no clássico

    Jadson fica fora do Dérbi; veja lista de relacionados do Corinthians

    ver detalhes
  • Jadson deve ser opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1

    Jadson confirma que se colocou à disposição para enfrentar o Palmeiras e crava jogo da reestreia

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade seguem aliados na política do Corinthians

    Fortalecido após veto do impeachment, Andrés Sanchez cogita voltar à presidência do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes