Em ação truculenta, PM agride torcedores após fim do jogo na Arena

Em ação truculenta, PM agride torcedores após fim do jogo na Arena

Por Meu Timão

Corre-corre e tumulto marcaram o final da partida do Timão nesta quarta-feira

Corre-corre e tumulto marcaram o final da partida do Timão nesta quarta-feira

Foto: Meu Timão

A boa atuação do Corinthians em campo na noite desta quarta-feira ficou marcada por uma confusão após o fim da partida. Os torcedores do Setor Norte do estádio se envolveram em uma briga com a Polícia Militar.

Inicialmente, a confusão teve início nas arquibancadas e a PM subiu para controlar a situação. No entanto, os policiais abusaram da violência e desferiram golpes de cassetete nos torcedores que subiam os degraus em direção a saída do estádio.

O tumulto durou cerca de cinco minutos e seguiu do lado de fora do estádio. Quando quase toda a torcida já tinha deixado o local, novos gritos foram ouvidos e os policiais correram em direção ao portão. Não foram divulgadas informações sobre feridos e nem sobre o motivo que levou os policiais a agirem de maneira truculenta.

Essa não é a primeira vez que os torcedores são reprimidos e sofrem agressões por parte da PM na Arena. Em fevereiro, os torcedores levaram faixas de protestos pela primeira vez e foram obrigados pelos policiais.

Veja Mais:

  • Jadson foi o nome do jogo neste domingo: anotou dois dos três gols do Corinthians

    Após 'apagões', Jadson brilha, Corinthians goleia São Caetano e vence a primeira no Paulistão

    ver detalhes
  • Confira os gols da goleada do Corinthians contra o São Caetano

    VÍDEO: Confira os gols da goleada do Corinthians contra o São Caetano

    ver detalhes
  • Sem luz, jogadores aproveitaram para beber água e conversar sobre a partida

    Pacaembu tem queda de energia, e jogo entre Corinthians e São Caetano é interrompido

    ver detalhes
  • Kazim não foi bem contra a Ponte Preta, na estreia do Paulistão

    'Repassem a capivara turca': escalação de Kazim no Corinthians gera repercussão nas redes sociais

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes