Crianças chorando, bombas e balas de borracha: PM abusa novamente na Arena Corinthians

Crianças chorando, bombas e balas de borracha: PM abusa novamente na Arena Corinthians

Por Meu Timão

Torcida é encurralada pela polícia na Arena

Torcida é encurralada pela polícia na Arena

Foto: Reprodução/Twitter

As cenas de abuso de autoridade por parte da polícia militar voltaram a se repetir na Arena Corinthians no fim de tarde deste sábado, após o jogo contra o Linense, pelo Campeonato Paulista. A PM já havia sido alvo de críticas da torcida na última quarta-feira.

De acordo com informações da jornalista Yohana Scaranare, presente na Arena Corinthians neste sábado, a polícia militar atirou bombas sem discernimento em direção à torcida alvinegra na saída do estádio. Torcedores que tentavam voltar às arquibancadas para proteger crianças do gás lacrimogêneo eram impedidos pela PM.

Ainda não há informações sobre o que teria motivado a ação policial. Fato é que essa não é primeira vez que a polícia é criticada pelos torcedores do Corinthians neste ano. Na quarta-feira passada, PMs agrediram a torcida durante um diálogo que a Fiel tentava ter. Num episódio anterior, um torcedor foi arrastado pelas escadas de uma arquibancada. Em demais oportunidades, protestos com faixas da torcida foram reprimidos pela força policial.

Veja o relato de uma torcedora que estava no estádio

Veja Mais:

  • Patch de homenagem a Chapecoense na camisa do Corinthians

    Veja imagens da camisa do Corinthians com o patch da homenagem a Chapecoense

    ver detalhes
  • Marinho vem sendo pedido por torcedores do Corinthians para 2017

    Pedido pela torcida do Corinthians, Marinho admite deixar Vitória em 2017

    ver detalhes
  • Simi passou sete anos no Corinthians

    Simi reclama de saída do Corinthians e projeta 'final às avessas' da LNF no Parque São Jorge

    ver detalhes
  • Oswaldo divulgou lista de relacionados do Corinthians

    Com apenas um desfalque, Corinthians divulga lista de relacionados para enfrentar Cruzeiro

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes