Tite elogia extracampo do Timão, mas aposta em outro fator para 'decidir os jogos'

Tite elogia extracampo do Timão, mas aposta em outro fator para 'decidir os jogos'

Por Meu Timão

4.0 mil visualizações 45 comentários Comunicar erro

Tite é o técnico mais vitorioso da história do Corinthians

Tite é o técnico mais vitorioso da história do Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Técnico com mais títulos na história do Corinthians, Tite costuma ser creditado pelas conquistas que a equipe alcança. O treinador, contudo, vê a atuação da comissão técnica, bem como o apoio extracampo do clube, como fatores secundários no sucesso do Timão. Na opinião do comandante, o segredo está no talento individual de cada atleta.

"Por maior que seja a capacidade que todo o Corinthians tem em termos estratégicos, de mapeamento, de controle das cargas de trabalho durante a semana, o que vai decidir o jogo é a qualidade técnica individual, o talento, a capacidade de improviso, a criatividade", comentou, em entrevista ao SporTV.

"O espanhol fala da magia, da fantasia. É isso que vai desenvolver o futebol. Nós criamos uma organização, mas o que define é o talento dos atletas (...) Eu guio, não mando. Eu aprendo muito com o atleta. Muita informação que eu tenho é o feedback do atleta. Eu não mando, eu guio. A escolha é de cada um deles", completou.

O ato de guiar, por sua vez, engloba "pilhar" os jogadores para darem o máximo de si nas partidas. Ao ser questionado se há diferença na intensidade de suas preleções, Tite confessou priorizar partidas contra rivais "de peso", mas usou um curioso exemplo ao lembrar da vitória sobre o Chelsea na final do Mundial de Clubes de 2012.

"Eu aumento a intensidade quando vou jogar contra uma equipe de maior expressão. E contra o Chelsea em posso baixar, porque naturalmente essa intensidade vai estar lá. Intensidade quando se usa são movimentos para retomar a posse de bola", contou.

"Intensidade não é estar com a bola. Na hora de estar com bola é a fantasia, a magia, a criatividade, o desacelerar, a troca de ritmo, a qualidade de passe, o pé de pelica, são outras coisas. A intensidade é para pegar a bola do adversário para si", reforçou.

Como treinador do Corinthians, Tite conquistou os Brasileirões de 2011 e 2015, a Libertadores de 2012, o Mundial de 2012, o Campeonato Paulista de 2013 e a Recopa Sul-Americana de 2013. São 360 jogos à frente do Timão.

Veja Mais:

  • Mauro da Silva (auxiliar), Duílio Monteiro Alves (diretor-adjunto de futebol) e Alessandro (gerente) durante um dos treinos no CT

    Diretoria assume dificuldade por um 9: 'Futebol na América do Sul pagando salários de Europa'

    ver detalhes
  • Duilio Monteiro Alves, diretor-adjunto de futebol do Corinthians

    Diretor do Corinthians sobre renovação de Balbuena: 'Não podemos dar um passo maior do que a perna'

    ver detalhes
  • Ainda não há confirmação se o treino na Arena será aberto à Fiel

    Diretor confirma treino na Arena Corinthians em véspera do clássico contra o Palmeiras

    ver detalhes
  • Matheus foi bastante acionado em seu primeiro treino com bola no Corinthians

    Gol de Matheus, ausência de Balbuena e evolução de Juninho: treino pré-Dérbi do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes