Tite explica polêmica após comentar situação política: 'Nunca me coloquei no sentido de julgar'

Tite explica polêmica após comentar situação política: 'Nunca me coloquei no sentido de julgar'

Por Meu Timão

3.5 mil visualizações 41 comentários Comunicar erro

Tite comandou mais uma vitória do Timão; desta vez, sobre o São Bernardo

Tite comandou mais uma vitória do Timão; desta vez, sobre o São Bernardo

Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

O técnico Tite, desta vez, falou sobre as suspeitas de corrupção envolvendo o vice-presidente do Corinthians André Luiz de Oliveira, o André Negão. Em entrevista concedida após a vitória por 3 a 0 sobre o São Bernardo, no fim de noite dessa quarta-feira, o treinador explicou uma suposto polêmica envolvendo suas duas últimas coletivas de imprensa.

"Sou um cara normal, às vezes tenho um monte de defeitos, sou mal humorado. Por exemplo, eu quero deixar claro, foi me feita uma pergunta em termos sociais na última coletiva. O Tite teve uma postura enquanto homem muito clara. O que eu disse ‘corrupção mata’ continua no mesmo conceito. Ela mata literalmente. Mas nunca me coloquei no sentido de julgar", disse, ainda no estádio 1º de Maio, no ABC Paulista.

O nome de Tite envolvido em situações de investigação de corrupção foi citado pela primeira vez na semana passada, quando foi questionado, após a vitória sobre o Cerro Porteño, sobre a situação política do Brasil. Na ocasião, pessoas haviam ido às ruas para protestar contra a nomeação do ex-presidente Lula como Ministro da Casa Civil.

"Corrupção mata. Roubar dinheiro mata, porque tu mata a educação de um garoto da favela, a possibilidade de um mais pobre ter oportunidade profissional melhor, de ter saúde melhor, de ter mais segurança. Impacta o crime de matar, o que rouba é um crime surdo", disse o treinador naquela oportunidade.

Na última terça-feira, contudo, em meio às revelações de que André Negão estaria envolvido num esquema de propina da Odebrecht com as obras da Arena Corinthians, o treinador havia se esquivado da pergunta e focado no trabalho dentro das quatro linhas.

"Temos que fazer nosso trabalho focado ao máximo para dar ao Corinthians o devido valor e respeito que ele merece. Não tenho condição de fazer avaliações, nem conhecimento para fazer isso. Para isso, há foros competentes", comentou, na terça.

Veja Mais:

  • Resta apenas o acerto dos jogadores com seus novos clubes para selar o negócio

    Corinthians e Atlético-MG se acertam por troca de atacantes; jogadores aceitam conversar

    ver detalhes
  • Uendel pode acertar retorno para o Corinthians em breve

    Empresário confirma que Corinthians deve acertar retorno de Uendel em janeiro

    ver detalhes
  • Ramiro assinou com o Corinthians nesta quinta-feira e é o quinto reforço para 2019

    Novo reforço do Corinthians, Ramiro se aproxima de Jadson e Luan em estatísticas do Brasileirão

    ver detalhes
  • Corinthians jogou boa parte da temporada sem estampa no espaço principal do uniforme

    Otimismo do Corinthians com patrocínio contrasta com fracasso inédito desde era Kalunga

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes