Após negociação frustrada com Corinthians, meia pode ser contratado por rival

Após negociação frustrada com Corinthians, meia pode ser contratado por rival

Por Meu Timão

Marquinhos Gabriel pode retornar ao Santos

Marquinhos Gabriel pode retornar ao Santos

Foto: Divulgação / Santos FC

Após ver frustrada sua negociação com o Corinthians no último mês de janeiro, o meia Marquinhos Gabriel pode acertar seu retorno em definitivo ao Santos. O clube onde o jogador atuou por empréstimo em 2015 fez, nos últimos dias, uma proposta ao Al-Nassr. O clube árabe ainda não respondeu o time da Baixada Santista.

De acordo com o Globoesporte.com, a proposta feita pelo Santos gira em torno de 2 milhões de dólares (cerca de R$ 7,25 milhões). O clube praiano, contudo, pretende pagar tal valor parcelado.

Curiosamente, o Corinthians também havia proposto um pagamento parcelado ao Al-Nassr por Marquinhos Gabriel. Na época, o clube árabe pedia 4 milhões de dólares (R$ 16 milhões à época) à vista, o que inviabilizou o negócio com o Timão.

Sem Marquinhos Gabriel, o Corinthians foi até o futebol turco e contratou o meia Guilherme, que se destacou no Brasil com a camisa do Atlético-MG, e Giovanni Augusto, que também estava no Galo. Marlone e Alan Mineiro já haviam sido contratados em dezembro.

A busca por novos meias foi uma consequência das saídas de Jadson e Renato Augusto. Principais jogadores da vitoriosa campanha do último Brasileirão, eles foram vendidos para o futebol chinês.

Veja Mais:

  • Kazim marcou um dos gols da vitória do Timão na Florida Cup

    Corinthians conhece adversário de final da Florida Cup 2017

    ver detalhes
  • O melhor futebol do mundo

    [Walter Falceta] O melhor futebol do mundo

    ver detalhes
  • Timão conquistou a vaga sobre o Flamengo na Arena Barueri

    Corinthians bate Flamengo e vai à semifinal da Copinha

    ver detalhes
  • Pedrinho fez golaço de empate do Corinthians

    Golaço faz meia do Corinthians beirar nota máxima da torcida; árbitro quase zera

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes