Torcida única pode fazer Arena bater recordes de público e renda em possíveis clássicos no Paulista

7.2 mil visualizações 46 comentários

Por Meu Timão

Torcida promete lotar a Arena na reta final do Paulistão

Torcida promete lotar a Arena na reta final do Paulistão

Meu Timão

O Corinthians vive situação inusitada em relação à exigência de torcida única nos clássicos paulistas até o fim de 2016. O clube, de maneira oficial, ainda não se posicionou sobre a imposição da Secretaria de Segurança Público do Estado de São Paulo. As organizadas, por sua vez, se opuseram veementemente ao veto de visitantes. Mas ao menos os cofres da Arena podem ter motivo para comemorar.

Isso porque a proibição de torcidas visitantes em eventuais clássicos a serem disputados ainda na fase de mata-mata do Paulistão pode render maiores público e renda ao fundo que administra a Arena Corinthians. Como não haveria a necessidade de separar corinthianos e torcedores rivais, o setor Sul do estádio ganharia mais assentos disponíveis.

Atualmente, o recorde de público da Arena Corinthians foi registrado na goleada por 6 a 1 sobre o São Paulo, em 22 de novembro de 2015, quando 44.976 torcedores pagaram para assistir ao clássico. Em tal ocasião, a carga de ingressos da torcida rival não foi vendida por completo, o que "diminuiu" o público total, que portanto poderia ser ainda maior.

O recorde de arrecadação bruta do estádio corinthiano em jogos do Timão foi registrado em 18 de fevereiro, na vitória por 2 a 0 sobre o São Paulo, pela Libertadores de 2015. Na ocasião, R$3.528.236,00 foram deixados na bilheteria pela Fiel.

Vale destacar que o clube já iniciou as vendas para o jogo das quartas de final, contra o Red Bull Brasil. Tal partida não terá torcida única, haja vista que não é um clássico. O Corinthians já garantiu mando de campo numa eventual participação na semifinal, quando poderá enfrentar algum arquirrival e, portanto, jogar pela primeira vez na Arena sem torcida visitante.

Em tempo: a proibição de torcedores visitante em clássicos aconteceu a pedido da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo em parceria com a polícia militar e a Federação Paulista de Futebol. A medida foi decorrência dos episódios de violência envolvendo corinthianos e palmeirenses na semana passada, antes e depois do Derby.

Veja Mais:

  • Corinthians conheceu detalhes de seu último compromisso na fase de grupos do Paulista

    Jogo entre Corinthians e Novorizontino é confirmado à tarde; jogos da rodada serão no mesmo horário

    ver detalhes
  • Camacho em ação contra o Atlético-GO pelo Campeonato Brasileiro do ano passado

    CBF define data e horário para a terceira fase da Copa do Brasil; Corinthians encara o Atlético-GO

    ver detalhes
  • Fábio Carille não esconde incômodo com declaração de Andrés Sanchez

    Carille diz que ficou 'muito chateado' com declaração de Andrés Sanchez: 'Não falo mais com ele'

    ver detalhes
  • Após 12 anos de inúmeros recursos dos dois lados, o Corinthians venceu o ex-jogador Ricardinho na Justiça do Trabalho

    Corinthians vence ex-jogador Ricardinho na Justiça do Trabalho e evita nova perda financeira

    ver detalhes
  • Cauê marcou o segundo gol do Corinthians contra o Huancayo, pela Copa Sul-Americana

    Cauê se torna o segundo jogador do Corinthians mais jovem a fazer gol em um torneio internacional

    ver detalhes
  • Corinthians fechou com a Wega Motors um patrocínio pontual para o Dérbi de domingo

    Corinthians anuncia mais um patrocínio pontual para clássico contra o Palmeiras; veja novidade

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x