MP-SP mantém torcida única em clássicos, e promotor chama uniformizados de terroristas

MP-SP mantém torcida única em clássicos, e promotor chama uniformizados de terroristas

Por Meu Timão

Paulo Castilho se tornou porta-voz da oposição às organizadas paulistas

Paulo Castilho se tornou porta-voz da oposição às organizadas paulistas

A Secretaria de Segurança Pública e o Ministério Público do Estado de São Paulo parecem estar dispostos a manter a imposição de torcida única em clássicos paulistas ao menos até o fim do ano. Um pedido de "relaxamento" feito pela Federação Paulista de Futebol na última sexta-feira foi negado pelo MP-SP. As informações são do portal Uol.

Procurado pela reportagem, o promotor Paulo Castilho, responsável pela negação do MP ao pedido da FPF, classificou a medida como necessária para evitar "saques, terrorismo, brigas e mortes". Ele ainda prometeu novas atitudes a serem anunciadas pelo secretário de segurança do Governo Alckmin, Alexandre de Moraes.

"Na verdade, estas decisões fazem parte de um conjunto de medidas que serão anunciadas aos poucos pelo secretario de segurança Alexandre de Moraes. Temos um conjunto de medidas. Não podemos dar trégua a estes grupos que saqueiam, provocam terror, brigam, matam e têm sim comando", declarou.

"Quando se coloca uma carga de ingressos para a torcida do time visitante, não vai um torcedor do bem. Só vão as uniformizadas. Aliás, vai a linha de frente delas. Eles nem olham o jogo direito. Ficam provocando os adversários", completou.

Vale lembrar que Castilho reuniu-se no mês passado com a alta cúpula das principais organizadas do estado de São Paulo no Fórum da Barra Funda. Tal encontro ficou marcado pelo posterior ataque sofrido por Rodrigo de Azevedo Lopes, presidente da Gaviões, e Cristiano de Morais Souza, primeiro-secretário da torcida.

Lado bom

O Meu Timão publicou uma matéria mostrando como a imposição de torcida única em clássicos pode ser benéfica ao menos para os cobres do fundo que administra a Arena Corinthians. A expectativa é de recordes de público e arrecadação em caso de encontro com algum arquirrival no mata-mata do Paulistão.

Veja Mais:

  • Jô, pivô de polêmica nesta semana, está confirmado ante os argentinos

    Em treino na Argentina, Carille 'dribla' falta de energia e ensaia Corinthians com três mudanças

    ver detalhes
  • Carille conduziu trabalho do Timão no estádio Presidente Perón

    Carille explica mudanças no Corinthians e pede 'jogo inteligente' por vaga

    ver detalhes
  • Jô falou com a imprensa nesta terça-feira já na Argentina

    Jô admite toque no braço, nega trapaça e abre o jogo sobre polêmica no Corinthians

    ver detalhes
  • Apresentadora Renata Fan fez analogia infeliz com polêmica envolvendo Jô

    Renata Fan compara Jô a 'ladrão' e revolta torcida do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes