Do outro lado do mundo, Gil publica mensagem de apoio ao Corinthians antes do mata-mata

Do outro lado do mundo, Gil publica mensagem de apoio ao Corinthians antes do mata-mata

Por Meu Timão

Gil foi vendido no início do ano ao Shandong Luneng

Gil foi vendido no início do ano ao Shandong Luneng

Foto: Reprodução/Twitter

Em meio às mais de 30 milhões de pessoas que estarão ligados no duelo contra o Red Bull Brasil, na tarde deste sábado, pelas quartas de final do Campeonato Paulista, o Corinthians conta com o apoio de um torcedor para lá de especial: o zagueiro Gil.

Por meio de sua página no Facebook, o hoje jogador do Shandong Luneng, da China, lembrou a partida decisiva e declarou estar na torcida pelo ex-clube. Corinthians e Red Bull se enfrentam na Arena em jogo único valendo vaga na semifinal do Estadual.

"Hoje começa os mata-matas do Paulistão. Sempre uma fase legal da competição.
Estarei aqui na torcida pelos meus antigos companheiros!!! ‪#‎VaiCorinthians‬", escreveu o beque.

Gil deixou o Corinthians no início do ano com o status de um dos maiores zagueiros a vestirem a camisa alvinegra no século 21. O defensor chegou ao Timão em 2013, não demorou a conquistar a condição de titular e se sagrou campeão do Paulistão e da Recopa Sul-Americana de 2013 e do Campeonato Brasileiro de 2015.

Veja Mais:

  • Corinthians venceu o Paulistão no começo do ano

    Corinthians conhece adversários de grupo do Campeonato Paulista de 2018; veja as chaves

    ver detalhes
  • Corinthians é o maior vencedor do Campeonato Paulista

    Datas, novidade na lista de inscritos e premiação: saiba tudo sobre o Paulistão 2018

    ver detalhes
  • Romildo Bolzan Jr., presidente do Grêmio, resolveu pressionar a arbitragem

    Presidente do Grêmio pressiona arbitragem antes do duelo com o Corinthians: 'careca vagabundo'

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians vai comparecer em bom número no duelo decisivo contra o Grêmio

    Corinthians divulga nova parcial de ingressos para jogo decisivo contra o Grêmio

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes