Tite diz não acreditar em nó tático e analisa cenário do futebol brasileiro

4.2 mil visualizações 23 comentários

Por Meu Timão

Técnico demonstrou superação quanto às dificuldades do início da temporada e fez a manutenção do padrão tático corintiano

Técnico demonstrou superação quanto às dificuldades do início da temporada e fez a manutenção do padrão tático corintiano

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Os resultados positivos e a consistência apresentada pelo Corinthians no ano de 2016, mesmo após a modificação de grande parte do elenco têm explicação: o trabalho de Tite. Apesar de sua carreira vitoriosa, o treinador não se acomoda e busca cada vez se especializar mais no esporte e adquirir conhecimentos em prol do sucesso corintiano.

Em entrevista concedida à Folha de S. Paulo, o treinador do Timão analisou o atual cenário do futebol brasileiro e falou sobre um padrão ideal. “Não vejo sistema tático padrão no Brasil. O mais utilizado é o 4-2-3-1, mas tem bastante 4-4-2 e 4-1-4-1. O que mais importa é a forma como as peças se movimentam, a mobilidade em lances de ataque e defesa. São as variantes que ele tem, com posse e sem posse de bola. Agredir desde uma saída de bola atrás. Sair jogando com seu goleiro. O momento de retomada de posse de bola. Uma pressão alta, uma retomada, sendo agressivo na frente”, comentou.

Para Tite, a chave do sucesso para que o Corinthians tenha os melhores rendimentos nas competições em disputa não vem somente do comprometimento tático ou marcação imposta no adversário, mas, principalmente, da união do grupo e no momento psicológico vivido dentro do elenco. Vale lembrar que o Corinthians obteve a melhor campanha geral na primeira fase do Campeonato Paulista e avançou às oitavas de final da Libertadores com a liderança do Grupo 8.

“Eu não acredito em nó tático. O que determina uma grande performance, um grande desempenho, é a união de aspectos táticos, físicos e emocionais. Uma coisa eu tenho certeza. Se emocionalmente você não estiver muito bem, os outros não vão aflorar. Então são necessários a união, a combinação, o equilíbrio desses aspectos. E às vezes acabam nem determinando os resultados. Na maioria das vezes, se vence. Mas no futebol, se acaba às vezes correndo o risco de não vencer”, completou Tite.

Veja Mais:

  • Cazares ficará à disposição de Coelho na Neo Química Arena

    Coelho confirma Cazares entre os relacionados e se anima após conversa com o meia: 'Ele quer demais'

    ver detalhes
  • Cássio no treinamento deste sábado no CT Dr. Joaquim Grava

    Cássio tenta encerrar maior sequência de jogos sendo vazado no Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians vem sendo alvo de inúmeros processos trabalhistas; condenação na ação de ex-controller é mais uma dor de cabeça

    Corinthians é condenado em ação de ex-controller de Dualib; advogado pede bloqueio do naming rights

    ver detalhes
  • Mário Gobbi Filho e Paulo Garcia devem se unir para disputar a eleição presidencial contra Duílio Monteiro Alves, Augusto Mello e Ricardo Martitan

    Eleição no Corinthians: coalizão entre Mário Gobbi e Paulo Garcia é encaminhada após reuniões

    ver detalhes
  • Dyego Coelho comandou o treinamento deste sábado no CT Joaquim Grava

    Coelho manda indireta sobre o Corinthians: 'Ser comandante não é ser dono do CT ou do clube'

    ver detalhes
  • Corinthians se aproxima perigosamente da zona de rebaixamento

    Corinthians fecha rodada a um ponto da zona de rebaixamento; time só ganhou de quem está atrás

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: