Em 2014, jogador de clube paulista foi absolvido de doping após usar mesma substância que Yago

Em 2014, jogador de clube paulista foi absolvido de doping após usar mesma substância que Yago

Por Meu Timão

Yago não deve se complicar por conta de antidoping

Yago não deve se complicar por conta de antidoping

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Pego no antidoping conforme anunciado pelo Corinthians na noite desse sábado, o zagueiro Yago tem um bom exemplo para se apegar e portanto não se preocupar com possíveis punições. A reportagem do diário Lance!, neste domingo, trouxe à tona um caso que serve como precedente para o departamento jurídico do Timão utilizar em defesa do zagueiro: o doping do atacante Serginho, de 2014, época em que defendia a Portuguesa.

Na ocasião, o atleta da Lusa foi flagrado em exame antidoping pelo uso de betametasona, assim como Yago. A substância faz parte de um medicamento de ação anti-inflamatória para combater dores no joelho e é proibida pelo Regulamento de Controle de Dopagem da CBF e pela WADA (Agência Mundial de Dopagem).

Serginho chegou a ser suspenso preventivamente por 30 dias. Na temporada seguinte, contudo, o jogador conseguiu ser absolvido nos tribunais. A defesa se baseou no argumento de que a substância havia sido administrada de forma intra-articular (infiltração), o que é permitido pela Agência Mundial de Dopagem. Proibidos são os métodos via oral, intramuscular, intravenosa ou retal. Yago também utilizou a medicação por infiltração.

"O medicamento é usado, dependendo da via que você utiliza. Existem várias jurisprudência de jogadores que já utilizaram o mesmo medicamento. Temos de aguardar a contra-prova. Não é nenhum medicamento que você utiliza de forma diária", contou Joaquim Grava, médico do Corinthians, em entrevista concedida na noite desse sábado.

Veja Mais:

  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes