Yago fala primeira vez sobre caso de doping e manda recado à torcida

Yago fala primeira vez sobre caso de doping e manda recado à torcida

Por Meu Timão

Yago testou positivo no exame antidoping do clássico contra o Santos, na Vila Belmiro, pelo Paulistão

Yago testou positivo no exame antidoping do clássico contra o Santos, na Vila Belmiro, pelo Paulistão

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

O zagueiro Yago quebrou o silêncio e falou pela primeira vez sobre seu caso de doping. Após o empate em 0 a 0 do Corinthians frente ao Nacional (URU), na noite desta quarta-feira, em Montevidéu, o defensor amenizou a situação, elogiou o trabalho da diretoria do clube e disse estar “tranquilo” quanto à absolvição.

“Eu, da mesma forma que vocês (imprensa), foi após o jogo. Queria dar os parabéns à diretoria do Corinthians por me avisar só depois, para eu focar só na semifinal”, começou o zagueiro, que foi informado do caso somente depois da partida ante o Osasco Audax, no último sábado, pelo Campeonato Paulista.

“Para mim foi difícil, fiquei assustado porque não esperava. Quando vem doping assim, pensei mais na repercussão. Porque as pessoas veem a chamada da noticia e às vezes não lêem ela inteira, aí imagina droga e liga à pessoa. Mas fiquei tranquilo porque sei que não tenho culpa nenhuma”, afirmou.

Titular do Timão em 2016, Yago testou positivo no exame antidoping do clássico contra o Santos, dia 6 de março, na Vila Belmiro, também pelo Estadual. De acordo com o departamento médico alvinegro, o beque não teve quaisquer intenções de usufruir dos efeitos da substância betametasona, um anti-inflamatório capaz de amenizar dores nos joelhos.

Questionado se a falha o faria repensar sua confiança sobre os médicos do Corinthians, o beque foi enfático. “De jeito nenhum. Eu confio em todo mundo do clube. Ninguém faria pra me prejudicar. É um erro, às vezes acontece. Eu cometo erro e todo mundo comete. Vou culpar alguém? Não. É normal e acredito na absolvição”.

O clube aguarda o resultado da contraprova, marcada para a próxima segunda-feira, para estruturar a defesa do camisa 3. Caso o teste seja positivo, o zagueiro corinthiano deverá ser julgado pelo Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Paulista de Futebol, podendo até ser suspenso preventivamente por 30 dias.

Sincero, Yago tratou de mandar um recado à torcida do Timão. “Que eu não tenho culpa alguma. Sou funcionário do clube, não tomei o medicamento fora do clube. A partir do momento que o doutor disse que é bom, eu tomei. Confio neles. Falar pro pessoal que não tem culpa alguma e que vai dar tudo certo”, avisou. “Está tudo sob controle, acredito em Deus e sei que ele está no controle. Isso me deixa confiante a fazer meu trabalho”, concluiu.

Veja Mais:

  • Pablo foi campeão paulista e brasileiro pelo Corinthians em 2017

    Corinthians volta a negociar com Pablo e pode contratá-lo para 2018, diz portal

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade botou panos quentes nas especulações envolvendo Scarpa e Henrique

    Presidente do Corinthians esfria possibilidade de contratar dupla do Fluminense para 2018

    ver detalhes
  • Kazim não deve permanecer no Corinthians em 2018

    Corinthians quer definir destino de Kazim nos próximos dias; chegada de Dutra deve atrapalhar turco

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos pode ser emprestado para outro clube em 2018

    Com chegada de reforço, Corinthians estuda empréstimo de Fellipe Bastos

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes