Entenda por que o Corinthians não corre riscos (ainda) ao escalar Yago

Entenda por que o Corinthians não corre riscos (ainda) ao escalar Yago

Por Meu Timão

Yago testou positivo no exame antidoping do clássico contra o Santos, na Vila Belmiro

Yago testou positivo no exame antidoping do clássico contra o Santos, na Vila Belmiro

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

A reclamação do Nacional acerca da escalação de Yago no jogo da última quarta-feira, em Montevidéu, no Uruguai, pelas oitavas de final da Libertadores, não tem fundamento legal. Isso porque nenhuma entidade (FPF, CBF, Conmebol ou Fifa) emitiu qualquer documento sugerindo algum tipo de suspensão ao jogador.

De acordo com, Paulo Bracks, responsável pelo blog Tabelando com a Lei, do Globoesporte.com, o órgão responsável por uma eventual punição (ainda que provisória) seria o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) da FPF. Yago foi flagrado em exame antidoping após jogo contra o Santos, no início de março, pelo Campeonato Paulista.

Clube e jogador, por enquanto, aguardam a contraprova. Neste meio tempo, o TJD de São Paulo também espera para tomar uma decisão.

Assim, não há qualquer problema na escalação de Yago independentemente da competição ou do país no qual a partida aconteça. A tendência é o jogador seguir disponível para Tite para o jogo da próxima quarta, novamente contra o Nacional, desta vez na Arena.

Vale lembrar que o jogador foi pego no antidoping pelo uso de betametasona. O departamento médico do Corinthians crê em absolvição do jogador apoiando-se em uma abertura da Agência Mundial Antidopagem a respeito da forma de ingestão do medicamento.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes