Torcidas de rivais paulistas usam sinalizadores e, ao contrário do Corinthians, não há punição

16 mil visualizações 80 comentários

Por Meu Timão

Na partida entre Corinthians e Grêmio, torcedores acenderam sinalizadores

Na partida entre Corinthians e Grêmio, torcedores acenderam sinalizadores

A torcida do Corinthians anda se queixando há alguns anos de uma espécie de perseguição por parte da Justiça Desportiva contra o clube do Parque São Jorge. O ápice talvez tenha sido o Campeonato Brasileiro de 2014, quando até a invasão de um cachorro e a utilização de bexigas por parte da Fiel entraram em discussão a respeito de possíveis punições. Passados quase dois anos, contudo, o Timão parece ainda seguir como alvo predileto de punições.

A bola da vez são os sinalizadores. Proibidos tanto em jogos nacionais (Paulistão, Brasileirão e Copa do Brasil) como em duelos sul-americanos (Libertadores), os artefatos pirotécnicos já renderam problemas para o Corinthians em 2015 e 2016. O mesmo, contudo, não aconteceu com os rivais Palmeiras e São Paulo.

Em duelo válido pelas quartas de final do Campeonato Paulista, parte da torcida organizada do do Palmeiras acendeu sinalizadores nas arquibancadas do Allianz Parque durante partida contra o São Bernardo. Dois torcedores chegaram a ser detidos, o árbitro relatou o episódio na súmula, mas até o momento a FPF não tomou nenhuma medida contra o clube ou a uniformizada responsável pela ação.

O São Paulo, por sua vez, já acumula ao menos dois episódios de pirotecnia nas arquibancadas do Morumbi na atual temporada. Em duelos válidos pela Libertadores, contra River Plate, na fase de grupos, e Toluca, nas oitavas de final, parte da torcida acendeu os artefatos. Não é possível saber se os árbitros relataram os episódios, pois não há acesso às súmulas. Fato é que, até o momento, a Conmebol não anunciou qualquer punição.

Vale lembrar, entretanto, que a Gaviões da Fiel foi banida por dois meses dos estádios em punição aplicada pela FPF após acender sinalizadores na final da Copa São Paulo de Futebol Júnior, em duelo entre Corinthians e Flamengo, no Pacaembu, no último dia 25 de janeiro. Na reta final do Brasileirão de 2014, em jogo contra o Grêmio, parte da torcida utilizou os artefatos no setor Sul da Arena, o que ocasionou a perda do mando de campo do jogo contra a Chapecoense, em 2015, pelo certame nacional.

Veja Mais:

  • Corinthiano, Danilo Avelar pretende encerrar carreira no Timão

    Avelar projeta aposentadoria no Corinthians e exalta 'amor de infância' pelo clube

    ver detalhes
  • Live do Meu Timão: o futuro dos jogadores emprestados pelo Corinthians

    VÍDEO: Live do Meu Timão: quem volta ao Corinthians entre os jogadores emprestados?

    ver detalhes
  • Pelo Corinthians, Luizão disputou 109 jogos e anotou 76 gols

    Luizão defende retorno do futebol e vê Corinthians 'muito diferente' do Palmeiras: 'É mais paixão'

    ver detalhes
  • Diretor financeiro corintiano, Matías Ávila, confirmou possíveis saídas de profissionais da base e do futebol feminino

    Diretor financeiro do Corinthians confirma possíveis demissões sem jogos na base e feminino

    ver detalhes
  • A absurda diferença do Corinthians para São Paulo, Flamengo e Vasco nas reprises da TV Globo

    VÍDEO: A absurda diferença do Corinthians para São Paulo, Flamengo e Vasco nas reprises da TV Globo

    ver detalhes
  • Eventos esportivos ainda estão vetados nas novas medidas de São Paulo

    Governo de São Paulo prolonga quarentena, mas adota 'retomada consciente' de algumas atividades

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: