Andrés se manifesta sobre escândalo da base e diz que envolvidos devem ser punidos

Andrés se manifesta sobre escândalo da base e diz que envolvidos devem ser punidos

Por Meu Timão

Andrés se pronunciou pela primeira vez após a divulgação do caso

Andrés se pronunciou pela primeira vez após a divulgação do caso

Foto: Meu Timão

Após Roberto de Andrade, presidente do Corinthians, comentar sobre o caso envolvendo o garoto Alyson, das categorias de base, Andrés Sanches também se manifestou sobre o ocorrido. O ex-presidente do clube confirmou que tem um bom relacionando com Mané da Carne, como é conhecido o conselheiro Manoel Ramos Evangelista (um dos envolvidos), porém reforçou que quem cometer erros deve ser punido.

“Sou amigo, com raríssimas exceções, da enorme maioria das pessoas no clube. O Manoel Evangelista faz parte desse grupo de pessoas com as quais me relaciono dentro do clube. Porém, qualquer pessoa que cometer um erro deve pagar por ele. Infelizmente, muitas pessoas estão colocando na minha conta o fato de ser amigo deste ou daquele”, afirmou Sanchez, por meio de sua assessoria, ao GloboEsporte.

O polêmico caso que veio à tona no último final de semana se refere à venda ilegal de 20% dos direitos de Alyson ao empresário Helmut Niki.

Segundo Niki, ele negociou com Fábio Barrozo, na época dirigente da base, e foi enganado ao investir dinheiro para comprar parte dos direitos de Alyson e pagar por uma carta que daria a ele permissão de negociar em nome do Corinthians nos Estados Unidos. Em um vazamento de conversas entre os dois, Barrozo citava que o dinheiro seria destinado a Mané da Carne, conselheiro vitalício do clube,

Barrozo já não está mais no clube, mas o escândalo pode resultar na demissão de José Onofre de Souza Almeida, atual responsável pelas categorias de base do time do Parque São Jorge. Para Andrés, é preciso cautela até se provar o envolvimentos dos acusados.

“O caso já foi entregue à Comissão de Ética do clube, pela informação que tenho do presidente. A partir de agora, os fatos serão apurados e, se existem culpados, vão pagar pelos seus atos. Até que fique provado algo devemos ter cautela, pois envolve a honra das pessoas”, disse o atual deputado federal.

Veja Mais:

  • Auricchio (à dir.) passou a integrar diretoria da base do Corinthians

    Corinthians nomeia ex-diretor de futebol para cargo na base

    ver detalhes
  • Após 1 a 1 na Arena, Timão volta a campo contra São Paulo na tarde deste domingo

    Rival tropeça, e Corinthians pode diminuir distância para primeira colocação geral

    ver detalhes
  • Carille não confirmou a equipe titular que enfrenta o São Paulo

    Rodriguinho não treina e Balbuena volta: veja provável escalação do Corinthians para o Majestoso

    ver detalhes
  • Em rede social, Kazim responde Gabriel: 'Pra cima dos bambis'

    Em rede social, Kazim provoca São Paulo antes de clássico: 'Pra cima dos bambis'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes