Em nota oficial, Corinthians confirma advogado e esfria declaração sobre contrato de NR

Em nota oficial, Corinthians confirma advogado e esfria declaração sobre contrato de NR

Por Meu Timão

Processo de negociação dos naming rights teve novo capítulo nesta semana

Processo de negociação dos naming rights teve novo capítulo nesta semana

Foto: Agência Corinthians

Através da nota oficial divulgada na manhã desta quarta-feira, o Corinthians afirmou que tem relações com o advogado Paulo Molina. A medida tomada pelo clube é apenas para um esclarecimento das especulações criadas após uma matéria divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo, que conta a ligação entre Molina e o ex-presidente Andrés Sanchez.

O texto, porém, também esfria uma empolgação referente a uma afirmação de Sanchez nesta mesma matéria. O ex-mandatário afirmou que Molina estaria redigindo o contrato dos naming rights da Arena Corinthians, dando mais indícios de que o acerto pelo nome do estádio está cada vez mais próximo.

"Questões comerciais e contratuais guardam pertinência tão somente às partes envolvidas. Eventuais especulações apenas prejudicam a busca do sucesso do Projeto Arena Corinthians, sonho do torcedor corintiano", diz a nota divulgada no site oficial do clube.

O Timão confirmou, no entanto, que Molina e seu escritório estão auxiliando o clube. "O Sport Club Corinthians Paulista vem, por meio desta, informar que o escritório Molina & Reis Sociedade de Advogados e o Dr Paulo Molina quando solicitados têm atendido ao Clube de forma séria e eficaz, alcançando resultados sempre com excelência".

Na matéria, divulgada nesta quarta-feira, Andrés Sanchez explica a relação de Molina, com o clube e com a Arena. Auxiliar do ex-presidente corinthiano em questões pessoais, Molina tornou-se um forte influente em questões do clube, porém ainda não teve nenhum vínculo com o Corinthians através de um contrato de trabalho. Visto como meta principal desde a inauguração da Arena, o nome do estádio é uma promessa antiga de Andrés.

Em relação aos pagamentos de Molina, o ex-presidente garantiu que o companheiro e amigo de infância não recebe salário fixo do clube e assegurou a influência do advogado no Corinthians. "Quando fizer um contrato, vai receber. Quando ele só é perguntado, não, porque é corinthiano".

Além de citar o envolvimento com os naming rights, Andrés também afirmou que Molina teve participação determinante na renovação do contrato de patrocínio com a Caixa, no último mês. Devido ao trabalho eficaz do advogado, Andrés falou sobre o próximo desafio de Molina e confirmou a busca pelo objetivo no estádio.

“O advogado da Arena era o doutor Ivandro Sanchez. Estava ficando caro para o fundo e então decidimos mudar. O doutor (Luiz Felipe) Santoro ficou tocando e, em alguns pontos, pedimos assessoria do Molina. Ele é quem está fazendo o contrato do nome do estádio. Simples assim”, completou o ex-presidente.

Veja Mais:

  • Universidade Brasil firmou acordo com Corinthians para primeiro jogo da final estadual

    Corinthians anuncia patrocínio pontual para final do Paulistão; veja como fica a camiseta

    ver detalhes
  • Alan Mineiro não volta ao Corinthians em 2017

    Corinthians empresta Alan Mineiro para quarto clube diferente em menos de um ano

    ver detalhes
  • Corinthians encerrou preparação contra a Ponte Preta

    Clima bom, susto de Pablo e escalação do Corinthians: o último treino antes da Ponte Preta

    ver detalhes
  • Casuals foi derrotado nos pênaltis neste sábado; próxima temporada só em agosto

    Nos pênaltis, Corinthian-Casuals perde final e adia sonho de subir de divisão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes