Partido Nacional Corinthiano tem criação aprovada no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo

Partido Nacional Corinthiano tem criação aprovada no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo

Por Meu Timão

Partido Nacional Corinthiano tem até logo

Partido Nacional Corinthiano tem até logo

Foto: Reprodução/Internet

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) aprovou o registro no órgão estadual do Partido Nacional Corinthiano (PNC), além dos municipais em São Paulo e Ubatuba. Trata-se de uma etapa vencida pelos idealizadores da sigla para que se obtenha registro em âmbito nacional.

Foi julgado que o PNC cumpriu os requisitos necessários para a obtenção do registro em âmbito estadual. Ou seja, além dos documentos exigidos pela Justiça, a sigla conseguiu provar ter apoio de ao menos 24.710 eleitores do Estado de São Paulo. A exigência do TRE é de um mínimo de 21.262 se tratando de um partido paulista.

O PNC vem tentando ser legitimado pela Justiça Eleitoral desde o ano passado. "A manifestação de apoio à legitimação do Partido Nacional Corinthiano perante o Tribunal Superior Eleitoral é um direito não apenas do torcedor corinthiano. Queremos despertar o interesse real do brasileiro pela política. Isso hoje não existe e o futebol é uma ferramenta importante para reverter isso", diz o presidente do PNC, Juan Moreno, no site oficial da sigla.

Veja Mais:

  • Imagem de Luan com camisa grená do Corinthians fez sucesso entre a Fiel

    Após derrota para Corinthians, foto de Luan com camisa do Timão viraliza na web

    ver detalhes
  • Nathan e Ramon são novos reforços do Timão para a categoria Sub-20

    Corinthians anuncia contratações para equipe Sub-20

    ver detalhes
  • Guilherme Arana foi titular no último domingo, contra o Grêmio

    No embarque à Colômbia, Arana confirma 'mistão do Corinthians' e diz que será reserva

    ver detalhes
  • Publicação do Palmeiras sem o Corinthians como líder na ilustração

    Palmeiras exclui Corinthians em postagem sobre classificação do Brasileiro e vira piada na internet

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes