Partido Nacional Corinthiano tem criação aprovada no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo

Partido Nacional Corinthiano tem criação aprovada no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo

Por Meu Timão

Partido Nacional Corinthiano tem até logo

Partido Nacional Corinthiano tem até logo

Foto: Reprodução/Internet

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) aprovou o registro no órgão estadual do Partido Nacional Corinthiano (PNC), além dos municipais em São Paulo e Ubatuba. Trata-se de uma etapa vencida pelos idealizadores da sigla para que se obtenha registro em âmbito nacional.

Foi julgado que o PNC cumpriu os requisitos necessários para a obtenção do registro em âmbito estadual. Ou seja, além dos documentos exigidos pela Justiça, a sigla conseguiu provar ter apoio de ao menos 24.710 eleitores do Estado de São Paulo. A exigência do TRE é de um mínimo de 21.262 se tratando de um partido paulista.

O PNC vem tentando ser legitimado pela Justiça Eleitoral desde o ano passado. "A manifestação de apoio à legitimação do Partido Nacional Corinthiano perante o Tribunal Superior Eleitoral é um direito não apenas do torcedor corinthiano. Queremos despertar o interesse real do brasileiro pela política. Isso hoje não existe e o futebol é uma ferramenta importante para reverter isso", diz o presidente do PNC, Juan Moreno, no site oficial da sigla.

Veja Mais:

  • Clayton disputou 14 jogos, marcando dois gols

    Corinthians e Atlético-MG finalizam últimos detalhes para devolução de Clayton

    ver detalhes
  • Romero, Jô, Rodriguinho e Fagner, personagens do PES 2018

    Presença do Corinthians na demo de PES 2018 é anunciada pela Konami; veja novo trailer do game

    ver detalhes
  • Clayton está liberado para voltar ao Atlético-MG

    Bom negócio? Torcedores de Corinthians e Atlético-MG repercutem devolução de Clayton

    ver detalhes
  • Carille definiu os jogadores que iniciam o duelo contra a Chapecoense

    Carille saca Clayson, mantém Jadson fora e escala Corinthians para enfrentar Chapecoense

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes