Corinthians se pronuncia e promete restaurar marco histórico da fundação

Corinthians se pronuncia e promete restaurar marco histórico da fundação

Após um torcedor criar até um abaixo-assinado, o Corinthians se pronunciou nesta terça-feira a respeito do estado de conversação do marco da fundação. Por meio de seu Departamento Cultural, o clube prometeu iniciar imediatamente obras de manutenção no símbolo da história alvinegra, inaugurado há menos de seis anos.

O obelisco situado na esquina das ruas Cônego Martins e José Paulino, no bairro do Bom Retiro, em São Paulo, está com o escudo do Timão apagado e o número desatualizado de estrelas que compõem o brasão. Em nota, o Corinthians informou que teve conhecimento do problema no fim de abril, quando foi avisado de que o vidro do monumento havia sido quebrado e a placa deteriorada.

No último dia 5, as equipes de manutenção e engenharia do clube foram ao local e constataram três danos: placa danificada com números e símbolo, ponto de iluminação fechado com concreto e vidro arrancado. “Desde então, estamos idealizando a melhor forma de providenciar o imediato reparo, inclusive analisando materiais e obras para que o vidro não seja tão facilmente quebrado”, garantiu.

Como antecipado pelo Meu Timão, o corinthiano e jornalista Juliano Barreto decidiu criar um abaixo-assinado em favor da restauração do marco da fundação. A petição, já online no site Avaaz.org, foi divulgada pelo próprio torcedor no fórum do Meu Timão na manhã de terça. Até o momento, 151 assinaturas foram recolhidas.

O marco, localizado exatamente onde o Corinthians foi fundado, foi reinaugurado na noite de 1º de setembro de 2010, às 19h10 – no ano de 1910, um grupo de operários, à luz de um lampião, deu início à história do Timão. O evento fez parte da celebração do centenário do clube e contou com a presença de aproximadamente cinco mil corinthianos.

(Marco histórico da fundação do Corinthians será restaurado em breve - Foto: Juliano Barreto/Arquivo Pessoal)

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes