Tite vê torcedor mais impaciente na Arena e volta a pedir apoio da Fiel

Tite vê torcedor mais impaciente na Arena e volta a pedir apoio da Fiel

Por Lucas Mariano

Tite avaliou que o torcedor atualmente está mais impaciente do que nos últimos anos

Tite avaliou que o torcedor atualmente está mais impaciente do que nos últimos anos

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Devido à reformulação que o Corinthians passou neste ano, Tite já pediu paciência para a torcida diversas vezes. Após a atividade desta quarta-feira, o treinador voltou a pedir a compreensão do torcedor e fez um grande desabafo, evitando rebater as críticas e mandando mais um recado à Fiel.

“Para o torcedor posso falar. Para o crítico, não. Tem que respeitar. Cada um faz sua crítica com base no seu conhecimento. Para o torcedor, quero dizer para ele que, se tivesse algum vagabundo aqui dentro, seguramente a direção e seu técnico colocariam o dedo na ferida. Então respeito e apoio nós precisamos. Atleta e técnico são ser humanos. Quando vier um aplauso na hora do erro, vai ajudar o atleta, o técnico, vai ajudar o Corinthians. Quando vier de uma forma diferente, traz prejuízo”, disse, reiterando a importância do apoio nos momentos de adversidades.

“Volto a dizer: não tem vagabundo, não tem cara acomodado com conquistas. Se eu fosse acomodado, não voltaria para o Corinthians. Talvez o próprio histórico do Corinthians mostre. Mas deixar bem claro: nos ajudem. Não na hora que ganha. Na hora que as coisas estão acontecendo é fácil. O verdadeiro torcedor corinthiano se caracteriza por apoiar no momento difícil. Posso ser porta voz, ajudem e respeitem nosso trabalho, para que a gente possa retribuir esse carinho porque é o que gente mais gosta”, acrescentou.

Além de pedir o apoio da Fiel em todos os momentos, Tite desaprovou as vaias aos jogadores e, ao ser questionado se havia um diferença entre a torcida atual na Arena em comparação com quando o time jogava no Pacaembu, ele destacou que o torcedor corinthiano está mais impaciente do que antigamente.

“O torcedor está mais impaciente do que nos anos anteriores. Não sei se foi mais pelas conquistas. Talvez ele fique chateado com isso, mas estou falando com o coração. Primeiro ou segundo erro, não absorve. Em toda história do Corinthians, nunca tinha visto vaia com substituição. São alguns, não a grande maioria”, disse o técnico, antes de concluir o desabafo.

“É meu coração que está falando o que está sentindo”, acrescentou o aniversariante do dia.

Veja Mais:

  • Fora dos planos do Timão, Cristian é alvo do Jorge Wilstermann

    'De canto' no Corinthians, dupla é procurada por clube boliviano que está na Libertadores

    ver detalhes
  • Corinthians e Chapecoense dividem liderança da atual edição da Série A

    Chapecoense vence e empata com Corinthians na liderança do Brasileirão; veja a tabela

    ver detalhes
  • Castán pertence á Roma, mas jogou a última temporada pelo Torino, também da Itália

    Com reunião agendada na Itália, pai de Castán não descarta retorno do zagueiro ao Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno Paulo jogará no Santa Cruz até o final de 2017

    Com apenas um jogo pelo Corinthians, atacante é emprestado até o fim do ano

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes