Corinthians encara invicta Ponte em busca da primeira vitória no Brasileiro

Corinthians encara invicta Ponte em busca da primeira vitória no Brasileiro

Por Lucas Mariano

Luciano é a novidade no ataque do Corinthians

Luciano é a novidade no ataque do Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Sem vencer há cinco jogos, o Corinthians busca sua primeira vitória nesta edição do Campeonato Brasileiro. Vindo de uma derrota para o Vitória, a equipe volta à Arena nesta quinta-feira para acabar com a sequência sem triunfos diante da Ponte Preta, invicta há oito partidas. Em horário alternativo, o confronto entre as duas equipes está marcado para as 11 horas e é válido pela terceira rodada da competição nacional.

Os dois times vivem situações distintas atualmente. Enquanto o Corinthians, além de não vencer nas duas primeiras rodadas, vem de duas eliminações, a Ponte Preta vem no embalo de ter batido o Palmeiras na última rodada e, consequentemente, aumentado sua sequência invicta.

Ainda sem ter encontrado a equipe ideal, Tite vem fazendo ajustes e nesta semana promoveu três mudanças em relação ao time que enfrentou o Vitória. Afora a entrada de Vilson no lugar de Balbuena, a serviço da seleção paraguaia, Cristian e Luciano entraram nas vagas de Elias e André, respectivamente.

Portanto, o Corinthians que deve entrar em campo nesta quinta-feira, no tradicional 4-1-4-1, é formado por: Walter; Fagner, Felipe, Vilson e Uendel; Cristian; Marquinhos Gabriel, Bruno Henrique, Guilherme e Giovanni Augusto; Luciano.

Mantendo Marquinhos e Giovanni abertos pelas pontas, como foi feito no último jogo, o treinador decidiu dar uma chance a Cristian e usar Bruno Henrique como segundo volante, o com intuito de reforçar o poder de marcação no meio de campo. Além disso, o esquema dá mais liberdade para Guilherme jogar mais avançado. Titular no duelo passado, Walter continua no time no lugar de Cássio.

No banco, estarão à disposição do treinador o goleiro Cássio, o zagueiro Pedro Henrique, o lateral-esquerdo Guilherme Arana, os volantes Maycon e Willians, os meias Danilo, Marlone e Rodriguinho e os atacantes Romero, André e Lucca.

Jogando em um horário que não é tão comum e ainda é novidade no futebol brasileiro, Fagner comentou o que muda com o jogo às 11 horas.

“A diferença é se alimentar melhor no café. Mas, se alimentar-se bem, é um horário que a maioria jogava quando era mais novo. Talvez influencia o clima, mas é o corpo que pode responder diferente porque é um horário que não estamos acostumados”, explicou o jogador.

Enquanto o Corinthians tem mudanças, o técnico Eduardo Baptista deve escalar a Ponte Preta da mesma que forma que venceu o Palmeiras, no estádio Moisés Lucarelli, no último fim de semana.

Se mantiver a escalação, o time de Campinas enfrentará o Timão com: João Carlos, Jeferson, Douglas Grolli, Kadu e Reinaldo; Matheus Jesus, João Vitor, Ravanelli, Felipe Azevedo e Clayson; Wellington Paulista.

Satisfeito com o desempenho de seu time nos últimos jogos, Baptista destacou a sequência invicta e o quão positivo tem sido os resultados obtidos. “Nós ganhamos em entrosamento e também na confiança, porque os jogadores vão crescendo com a sequência positiva de jogos”, comentou o treinador.

Corinthians e Ponte Preta se enfrentam nesta quinta, às 11 horas, na Arena em Itaquera. O responsável pela arbitragem do confronto é o goiano Elmo Alves Resende Cunha, que tem como auxiliares Fabio Rogerio Baesteiro e Bruno Salgado Rizo, ambos de São Paulo. Na TV, o duelo terá transmissão ao vivo do Premiere, além da cobertura em tempo real pelo Meu Timão.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes