Cristian fala de volta por cima no Corinthians e dispara: 'Mentiras machucam'

Cristian fala de volta por cima no Corinthians e dispara: 'Mentiras machucam'

Por Meu Timão

Cristian completou o primeiro jogo como titular

Cristian completou o primeiro jogo como titular

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O volante Cristian, que enfim completou seu primeiro jogo inteiro com a camisa do Corinthians nesta segunda passagem pelo clube, desabafou em entrevista concedida nesta sexta-feira no CT Joaquim Grava. O jogador falou sobre sua volta por cima no Timão.

Cristian iniciou o ano de fora da lista de inscritos para o Campeonato Paulista. Desde o início da temporada passada, o volante acumulou sequência de lesões e não conseguiu engatar na equipe titular. Nessa quinta-feira, assumiu a titularidade como primeiro volante.

"Me machuquei (por isso fiquei fora). Quando voltei, estava atrás dos outros. Fiz trabalhos de força e esperei chances", declarou.

"Foi meu primeiro jogo inteiro em um ano. Mas todo jogador precisa de sequência, tenho que agarrar a oportunidade. Independente de estar inscrito ou não, jogar ou não, chego mais cedo, faço trabalhos extras. Agora quero sequência", completou.

Dando continuidade a seu desabafo, Cristian alegou ter sido alvo de mentiras. Parte da imprensa, no começo do ano, noticiou que o jogador estava encostado no clube. A intenção do Corinthians seria emprestá-lo, mas ninguém se disponibilizou a arcar com os altos salários.

"Nunca pensei em deixar o clube. Tem gente que fala coisas que não são verdade. Mentiras machucam", rebateu o atleta, que teve grande passagem pelo clube entre 2008 e 2009, conquistando a Série B, o Paulistão e a Copa do Brasil.

Por fim, Cristian também falou sobre a alteração tática promovida por Tite na equipe corinthiana. A vitória por 3 a 0 sobre a Ponte Preta foi marcada pela utilização do esquema 4-2-3-1, no qual Cristian e Bruno Henrique formaram dupla de volantes.

"Bruno agora tem mais liberdade para sair, então a mudança foi válida. Mas ele segue ajudando a marcação", contou.

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes