Guilherme reconhece evolução e opina sobre horário da partida contra o Sport

Guilherme reconhece evolução e opina sobre horário da partida contra o Sport

Por Meu Timão

Guilherme marcou um golaço de fora da área contra a Ponte Preta

Guilherme marcou um golaço de fora da área contra a Ponte Preta

Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Com o quarto desafio pelo Campeonato Brasileiro marcado para às 11h, diante do Sport, em Recife, o Timão faz os últimos ajustes na equipe antes de iniciar sua busca pela segunda vitória na competição. Muito contestado, o horário alternativo implementado pela CBF causa divergências também entre os jogadores, que esperam uma partida mais lenta devido ao desgaste físico maior, é o que garante o meia Guilherme.

“Horário é complicado, mas é mais um fator a se passar por cima, faz parte. Tendência é ser um jogo lento. Ficamos tensos pelo calor. Sou maranhense, sei como será. Mas é um detalhe a passar por cima. Talvez seja jogo lento pelo calor”, falou o camisa 10.

Autor do terceiro gol corinthiano na vitória por 3 a 0 diante da Ponte Preta na última rodada, Guilherme também fez uma análise de suas atuações pelo Campeonato Brasileiro. Sacado por Tite da equipe titular nos jogos decisivos do Campeonato Paulista e da Libertadores, o meia soube aproveitar outra chance a partir do jogo contra o Grêmio, ainda na primeira rodada do torneio nacional. Desde então, não retornou ao banco de reservas.

“Não descanso, procuro sempre melhorar, dia após dia, jogo após jogo. Me senti bem em três e fiquei satisfeito em dois. Sei do meu potencial. Me senti muito bem mais avançado, tenho mais conforto assim. Não é que não estava bem. De repente eu não era o jogador certo para aquela função. Em momento algum pedi pra mudar. Partiu do Tite a ideia de que o melhor seria avançar”, concluiu Guilherme.

Cotado como uma das principais contratações do clube no início desta temporada, o camisa 10 disputou 18 jogos até o momento pelo Timão e balançou as redes adversárias em três oportunidades.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes