Guilherme destaca força coletiva no Corinthians e agradece apoio da torcida

3.7 mil visualizações 26 comentários

Por Meu Timão

Camisa 10 apresentou melhor aproveitamento ofensivo depois de mudança feita por Tite

Camisa 10 apresentou melhor aproveitamento ofensivo depois de mudança feita por Tite

Agência Corinthians

Além de ter marcado a terceira vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro, o triunfo por 1 a 0 no clássico sobre o Santos, nesta quarta-feira, provou também a evolução tática do Corinthians, segundo o meia Guilherme. Para o camisa 10, a equipe se portou muito bem na última rodada e soube lidar com as dificuldades para sair de campo com os três pontos.

“Isso prova a nossa consistência, maturidade e evolução da equipe. Em nenhum momento algum a gente se acomodou no jogo contra o Santos. Toda a parte ofensiva e defensiva trabalhou muito bem e o gol do Giovanni refletiu no nosso esforço coletivo”, disse Guilherme em entrevista ao programa Seleção SporTV.

Levando em conta o amplo equilíbrio na partida contra o Santos, Guilherme também chamou atenção da postura dos torcedores na Arena Corinthians. Mesmo com o gol que definiu a vitória saindo perto do apito final, a Fiel continuou apoiando a equipe e não perdeu a paciência com vaias ou críticas, algo essencial na visão do meia.

“Os torcedores também entenderam o jogo e o que teria que ser feito, em outra ocasião, poderiam ficar afoitos. Eles jogaram junto com a gente e, além de ter conseguido muita posse de bola, também conseguimos atacar e não tivemos sustos”, acrescentou.

Muito acionado no novo esquema de Tite depois de algumas adaptações feitas pelo treinador, o camisa 10 falou sobre a nova função e reconheceu um crescimento na participação das jogadas ofensivas.

“A verdade é que a dinâmica e a filosofia ainda continua. Eu ainda volto para recompor, iniciar em alguns momentos as jogadas, continuo com a contribuição na marcação, mas hoje o Tite me deu mais liberdade para atacar. Não que eu não tivesse isso antes, mas eu me preocupava demais em marcar e não tinha tanta força para atacar. Hoje não, eu posso também iniciar, mas meu maior poder é de definir”, finalizou o meia.

Depois de enfrentar o Santos, o Corinthians volta a campo neste sábado, quando recebe o Coritiba, às 20h30, na Arena. O duelo é válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Antes da pandemia do novo coronavírus, clube fechou 2019 com déficit de R$ 177 milhões

    Corinthians e outros clube devem ter 'dificuldades de entrar em campo' em 2021, alerta economista

    ver detalhes
  • Por que esses são os corinthianos mais odiados por Palmeiras, São Paulo e Santos?

    VÍDEO: Por que esses são os corinthianos mais odiados por Palmeiras, São Paulo e Santos?

    ver detalhes
  • Volante Ralf foi apresentado no Avaí nesta sexta-feira

    Ralf se diz marcado na história do Corinthians e cita 'página virada' ao vestir camisa do Avaí

    ver detalhes
  • O que ouvimos sobre o novo reforço do Corinthians

    VÍDEO: O que ouvimos sobre o novo reforço do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians interrompeu as atividades do basquete durante pandemia

    Corinthians replaneja quase 50 modalidades devido à pandemia; maioria não deve ser atingida

    ver detalhes
  • Ex-atacante do Corinthians, Célio Taveira morreu aos 79 anos vítima de Covid-19

    Ex-atacante do Corinthians, Célio Taveira morre vítima do novo coronavírus

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: