Herói do Mundial, Cássio faz aniversário nesta segunda-feira

Herói do Mundial, Cássio faz aniversário nesta segunda-feira

Ídolo do Corinthians, Cássio completa 29 anos de vida nesta segunda

Ídolo do Corinthians, Cássio completa 29 anos de vida nesta segunda

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O dia 06 de junho tem um gosto especial para o goleiro Cássio, ídolo do Corinthians. Herói nos títulos da Copa Libertadores da América e do Mundial de Clubes da Fifa de 2012, o jogador do Timão completa 29 anos de vida nesta segunda-feira.

Nascido em Veranópolis-RS, Cássio iniciou a carreira nas categorias de base do Grêmio em 2004. Duas temporadas depois, o então jovem goleiro recebeu a primeira oportunidade entre os profissionais da equipe gaúcha, diante do Fluminense, em duelo válido pelo Campeonato Brasileiro, mas não teve sequência. Aos 20 anos, foi negociado com o PSV Eindhoven (HOL), clube pelo qual assinou contrato até o fim de 2011.

Por lá, o atleta integrou o grupo campeão nacional na temporada 2007-08 e da Supercopa dos Países Baixos de 2008. No entanto, sem conseguir se firmar como titular, acabou emprestado ao Sparta Roterdã (HOL) para adquirir experiência. As passagens frustradas fizeram o arqueiro optar pelo retorno para o Brasil ao término do vínculo.

No início de 2012, já aos 24 anos, Cássio foi anunciado como novo reforço do Corinthians para a disputa da Libertadores. A princípio, o “gigante” de 1,95m teria de lutar pela vaga na equipe comandada por Tite com o multicampeão Júlio César. Contudo, as falhas corriqueiras do camisa 1 deram ao recém-chegado a chance de mostrar serviço diante do Emelec (EQU), em Guayaquil, logo na abertura das oitavas de final do torneio continental. Naquela noite de 02 de maio, Cássio segurou a pressão equatoriana, garantiu empate fundamental fora de casa e iniciou sua trajetória vitoriosa pelo Timão.

Cerca de duas semanas depois, o goleiro corinthiano seria decisivo mais uma vez. Na partida válida pelas quartas de final da Libertadores, o time do Parque São Jorge empatava por 0 a 0 com o Vasco da Gama quando, aos 18min da segunda etapa, após vacilo do lateral-direito Alessandro, Diego Souza avançou em direção à meta alvinegra. Completamente livre de marcação, o armador vascaíno chutou rasteiro no canto esquerdo de Cássio, que, apesar da altura imponente, caiu a tempo de resvalar a bola com a ponta dos dedos e evitar o gol do time carioca. Com a defesa, o volante Paulinho pôde marcar o gol da classificação do Corinthians às semifinais do certame.

Se alguns corinthianos apontam a defesa contra Diego Souza como a principal da carreira de Cássio, outros veem a atuação memorável frente ao Chelsea (ING), na decisão do Mundial de Clubes, como inesquecível. Em Yokohama, no Japão, o arqueiro do Timão não tomou conhecimento de Fernando Torres, Moses e Hazard e foi um dos nomes do bicampeonato mundial do clube do Parque São Jorge, recebendo até a Bola de Ouro da competição.

Atualmente, Cássio atravessa momento um tanto diferente no Corinthians, já que perdeu o status de titular para o colega de profissão e amigo Walter. Ainda assim, é um dos maiores vencedores da história recente do Timão e ídolo da Fiel torcida. Pelo clube, o jogador ostenta a marca de 229 partidas disputadas, sendo 118 vitórias, 68 empates e somente 43 derrotas.

Parabéns, Cássio!

Veja Mais:

  • Willians tinha contrato por empréstimo até o fim da temporada

    Willians se despede de companheiros e não joga mais pelo Corinthians

    ver detalhes
  • Chapecoense está na Libertadores de 2017; Corinthians segue lutando por vaga

    Conmebol confirma título à Chape, e Libertadores-2017 terá ao menos oito brasileiros

    ver detalhes
  • Muricy atualmente trabalha como comentarista no SporTV

    Corinthians convidou Muricy Ramalho para ocupar cargo na base

    ver detalhes
  • Corinthians volta a jogar nesta segunda pela Liga Nacional

    Corinthians encara 'reforçado' Sorocaba na primeira final da Liga Nacional

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes