Feliz por estar liberado para o clássico, Yago lamenta mancha na carreira

Feliz por estar liberado para o clássico, Yago lamenta mancha na carreira

Por Meu Timão

38 mil visualizações 66 comentários Comunicar erro

Decisão não agradou totalmente o zagueiro Yago

Decisão não agradou totalmente o zagueiro Yago

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Depois de mais de um mês de espera, Yago enfim foi julgado por ter sido flagrado em um exame antidoping durante um jogo do Campeonato Paulista. Em julgamento realizado nesta segunda-feira, foi determinada a suspensão de 30 dias, período que acaba nesta semana e o deixa com condições de atuar no clássico contra o Palmeiras, no próximo domingo. Apesar de estar feliz por poder voltar a jogar, o zagueiro revelou ter ficado chateado com a decisão.

“Tem dois lados. Eu fico feliz, entre aspas, por a partir do próximo jogo já estar à disposição, mas triste pela pena de 30 dias porque isso fica no currículo, na ficha do individuo e, como não tive culpa, fico chateado”, afirmou o jogador.

A expectativa de Yago e do Corinthians era de que ele fosse absolvido sem nenhuma pena, já que, segundo eles, a substância betametasona - considerada proibida - foi manipulada de forma permitida pela Agência Mundial Antidopagem.

O argumento da defesa, no entanto, não foi muito bem aceito pelo júri. O relator do caso, Dr. Luiz Roberto, inclusive, sugeriu suspensão de 180 dias, o que deixaria o atleta afastado por mais cinco meses. Após o julgamento, Yago não escondeu que ficou preocupado ao ouvir a sugestão do relator.

“A hora que ele foi falando, falando e na hora que ele falou 180 dias eu realmente assustei, por não saber e não conhecer um tribunal. Porém me mantive confiante porque, como falei, dependo de Deus. Poxa, é pensar para frente, virar a chavinha e pensar no próximo jogo já”, disse o zagueiro, explicando como foi a sensação de ser julgado.

“Você vem de uma família boa, de caráter, do interior. Poxa, sou pai de família. Aí você coloca isso à prova é complicado. Você não ter culpa nenhuma... É complicado. Como eu falei, fico triste. Estou alegre por estar à disposição, claro. Mas fico triste por pegar 30 dias porque isso fica na minha ficha, 30 dias punido por doping, que eu não tenho culpa. Eu não fui negligente, não tive culpa alguma, mas fazer o que? É tentar me manter tranquilo, tentar esquecer, ufa, respirar, pegar de aprendizado”, concluiu.

Veja Mais:

  • Timão quer se manter no pelotão de frente do Brasileirão; para isso, precisa bater Internacional

    Desfalcado Corinthians pega Internacional por primeira vitória na era Loss

    ver detalhes
  • Líder, Timão tem outro duro teste neste domingo: o Santos!

    Com entrada franca e transmissão ao vivo, Corinthians encara clássico pelo Paulista Feminino

    ver detalhes
  • Maycon (à esq.) não fica após Copa; Rodriguinho e Jadson devem receber ofertas

    Andrés diz que Corinthians deve perder três titulares durante janela de transferências

    ver detalhes
  • Walmir e Carille batem papo durante treino; ambos deixam Corinthians rumo ao Al-Wehda

    'Pego de surpresa', braço-direito de Carille diz ter poucas informações sobre clube saudita

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes