Tite vê Corinthians prejudicado pela arbitragem, mas faz elogio a Palmeiras e atacante rival

Tite vê Corinthians prejudicado pela arbitragem, mas faz elogio a Palmeiras e atacante rival

Por Meu Timão

Tite reclamou da arbitragem

Tite reclamou da arbitragem

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O técnico Tite mal teve tempo de esfriar a cabeça após a derrota do Corinthians para o Palmeiras, no fim de tarde deste domingo, no Allianz Parque, e já concedeu entrevista explicando seu ponto de vista sobre o Dérbi válido pela sétima rodada do Brasileirão.

Na visão do treinador corinthiano, o placar (1 a 0 para o Palmeiras) teve interferência direta da arbitragem de Raphael Claus. No último lance do jogo, Felipe sobe lado a lado com Prass, que se choca com Thiago Martins e deixa a bola cair. Na sequência, Bruno Henrique empurra a bola para o fundo das redes, mas o árbitro anula o gol marcando falta no goleiro alviverde.

"A arbitragem tem uma influência decisiva no placar. Não tenho prazer nenhum. Eu vi o lance antes de vir pra cá. Há uma disputa de bola do Prass com o zagueiro, a bola cai e sai o nosso gol. Não foi determinante, mas há um fato que é determinante também no resultado, quando há um lance que é muito claro pra mim, acabou determinante e teve atuação direta no placar. Não quero ser privilegiado em nenhuma situação, mas essa ficou muito clara", explicou o comandante alvinegro.

Fato é que o Corinthians, ao longo dos primeiros 45 minutos, fez um jogo de igual para igual com o Palmeiras mesmo jogando fora de casa. O gol de Cleiton Xavier anotado logo no início do segundo tempo, contudo, deu mais tranquilidade ao arquirrival para conseguir manter a bola nos pés e "cozinhar" o jogo.

Ao analisar as diferentes formas de atuar do Corinthians nos primeiro e segundo tempos, Tite alertou sobre uma chance de gol desperdiçada pelo Timão na etapa inicial (provavelmente se referindo a um chute cruzado de Giovanni Augusto, que mandou a bola para fora).

"Jogo digno das tradições do Palmeiras, parabéns pela vitória, porque foi efetivo, saiu na frente de um jogo que tinha situações iguais com ideias de futebol diferentes. Tem uma equipe muito veloz, de transição, a equipe do Palmeiras. Sair na frente foi preponderante pro resultado final. Teve uma chance muito clara no primeiro tempo. Na medida que tu não faz, em clássicos com componente emocional, sair na frente faz a diferença", analisou.

"Depois ficou um jogo aberto, a gente atacava e o Palmeiras contra-atacava. Um jogador extraordinário o Gabriel Jesus, parabéns ao garoto. Eu tenho a isenção total de avaliar quando surgiu se era de verdade e é verdade, pela qualidade que ele tem", completou.

O próximo jogo do Corinthians está marcado para quinta-feira, contra o Fluminense, no Mané Garrincha, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes