Corinthians planeja usar grana da venda de Felipe para comprar direitos de zagueiro

Corinthians planeja usar grana da venda de Felipe para comprar direitos de zagueiro

Por Meu Timão

Vilson (à esq.) deve ter parte dos direitos comprados pelo Corinthians após venda de Felipe

Vilson (à esq.) deve ter parte dos direitos comprados pelo Corinthians após venda de Felipe

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Um dia após Felipe se despedir do Corinthians, a diretoria alvinegra já estuda formas de investir rapidamente parte da quantia que receberá do Porto pela venda do camisa 28. De acordo com o jornal Diário de S. Paulo, a compra de 50% dos direitos econômicos de Vilson está nos planos.

O Corinthians planeja depositar R$ 500 mil para o SEV Hortolândia, clube no qual o zagueiro tem vínculo, para comprar metade de seus direitos econômicos. Um novo contrato entre o Timão e Vilson, de 27 anos, será firmado nos próximos dias.

Comissão técnica e diretoria veem com bons olhos a possibilidade de valorizar um jogador que vem se mostrando eficiente quando necessário. Vilson foi titular contra Ponte Preta, Sport e Santos, neste início de Brasileirão, e não viu o Timão levar um gol sequer em tais jogos.

Ainda assim, o Corinthians planeja ir ao mercado em busca de um outro zagueiro para repôr a saída de Felipe. Os R$ 24 milhões que serão pagos pelo Porto devem ser utilizados na contratação de um beque de renome mas que não esteja tão valorizado atualmente.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes