Salário de Cristóvão Borges será 60% menor do que o pago a Tite pelo Corinthians

Salário de Cristóvão Borges será 60% menor do que o pago a Tite pelo Corinthians

Por Meu Timão

Chegada de Cristóvão e substituição de Edu Gaspar por Alessandro ajudam cofres corinthianos

Chegada de Cristóvão e substituição de Edu Gaspar por Alessandro ajudam cofres corinthianos

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A contratação de Cristóvão Borges pode ainda estar sendo tratada com desconfiança por parte da torcida do Corinthians, mas ao menos o departamento financeiro do clube tem motivos para comemorar. O salário do novo treinador é 60% menor do que o que era pago a Tite.

De acordo com o colunista Jorge Nicola, do Yahoo! Esportes, o contrato entre Corinthians e Cristóvão Borges prevê o pagamento de R$ 200 mil mensais ao treinador. Tite, hoje na Seleção, recebia na casa de R$ 500 mil por mês no Timão.

Vale ainda destacar que o auxiliar-técnico de Cristóvão, Cassiano de Jesus, custará mais R$ 50 mil aos cofres do Corinthians por mês.

Em tempo: além da saída de Tite, outra baixa do Corinthians para a Seleção Brasileira também representou alívio para os cofres alvinegros: Edu Gaspar. O então gerente de futebol recebia R$ 120 mil por mês. Alessandro, seu substituto, recebe na casa de R$ 60 mil mensais.

Veja Mais:

  • Jadson coloca Corinthians como prioridade após retorno ao Brasil

    [Marco Bello] Jadson coloca Corinthians como prioridade após retorno ao Brasil

    ver detalhes
  • Rodriguinho e Fagner podem se juntar a Uendel, que deixou o Parque São Jorge recentemente

    De novo!? Diretoria do Corinthians teme perder Fagner e Rodriguinho nesta janela

    ver detalhes
  • Tite voltará à Arena Corinthians - desta vez, pela Seleção Brasileira

    CBF confirma Arena Corinthians como palco de jogo da Seleção de Tite em 2017

    ver detalhes
  • Corinthians chega ao máximo por valores de Drogba, que tem prazo para definição; veja detalhes sobre o caso

    [Teleco] Corinthians chega ao máximo por valores de Drogba, que tem prazo para definição; veja detalhes sobre o caso

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes