Ascensão de Pedro Henrique pode frear busca do Corinthians por zagueiro e focar gastos em atacante

Ascensão de Pedro Henrique pode frear busca do Corinthians por zagueiro e focar gastos em atacante

Por Meu Timão

Pedro Henrique fez grande partida contra o Flamengo, no último domingo

Pedro Henrique fez grande partida contra o Flamengo, no último domingo

Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Jovem de apenas 20 anos e dono da condição de titular da zaga do Corinthians nos últimos cinco jogos. Esse é o cartão de apresentação de Pedro Henrique, prata da casa que pode mexer nos bastidores do mercado da bola corinthiano.

A venda de Felipe para o Porto, de Portugal, no início do mês passado, acendeu sinal de alerta na diretoria do Corinthians, que passou a buscar um zagueiro no mercado como prioridade. Hoje, contudo, o cenário já é um pouco diferente.

Integrado ao elenco profissional do Corinthians no ano passado, Pedro Henrique fez sua estreia apenas em 2016. E em meio a essa sequência vivida atualmente, ele já conquistou a confiança do técnico Cristóvão Borges e do restante da comissão técnica. Vilson, por exemplo, estava à disposição no último domingo, mas ficou no banco.

A torcida do Timão também abraçou o jovem. Pedro Henrique, que já havia sido absolvido pela Fiel mesmo após cometer falha grave na derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG, foi ovacionado nesse domingo após a grande atuação que teve diante do Flamengo, anulando Guerrero.

Assim, cresce no Corinthians a possibilidade de frear a contratação de um zagueiro. As recentes tentativas já haviam sido frustradas, seja pela pedida alta de jogadores como Naldo, do Sporting, ou pela falta de interesse de outros como Alex, do Milan.

Assim, é possível o Corinthians manter zaga atual do elenco e focar os gastos em outra contratação. Na atual temporada, o Corinthians perdeu três defensores (Gil e Felipe), contratou outros dois (Vilson e Balbuena) e "efetivou" um (Léo Santos).

A chegada de um centroavante é vista como essencial, por exemplo, mas vem esbarrando nas altas pedidas de clubes como o Rosario Central, por Marco Ruben, e o Racing, por Gustavo Bou. Se não gastar com um zagueiro, a diretoria corinthiana poderá concentrar seus esforços na busca por um substituto para Vagner Love.

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes