Árbitro paralisa partida em Chapecó por faixa na torcida do Timão

Árbitro paralisa partida em Chapecó por faixa na torcida do Timão

Torcida do Timão protestou durante jogo em Chapecó

Torcida do Timão protestou durante jogo em Chapecó

Foto: Reprodução

O primeiro tempo do jogo entre Corinthians e Chapecoense ficou marcado pela paralisação do árbitro por conta de uma faixa na torcida alvinegra.

Responsável pela partida, o árbitro Ricardo Marques Ribeiro, conhecido por ser muito rigoroso, parou o jogo por volta dos 30 minutos da primeira etapa. Após um breve momento de confusão, até entre os jogadores, que não entendiam o que estava acontecendo no gramado, o motivo foi explicado.

Uma faixa na torcida do Corinthians, na Arena Condá, com os dizeres "CBF da Corrupção" era o problema. O árbitro orientou a polícia do estádio para a retirada do protesto.

A partida ficou parada por cerca de dois minutos e o árbitro conversou com os jogadores corinthianos para explicar o ocorrido. Assim que o objeto foi recolhido, o jogo reiniciou normalmente.

No Campeonato Brasileiro ainda não havia ocorrido fatos como este, de protestos nas arquibancadas. No Paulistão, uma série de jogos do Timão foram marcados por conta de faixas desse tipo. Na época, a Federação Paulista de Futebol, responsável pelo torneio, garantiu que a entidade não podia proibir essas ações. A Polícia Militar, no entanto, protagonizou, mais de uma vez, cenas violentas durante a retirada de faixas nas arquibancadas da Arena.

Veja Mais:

  • Oposicionista deve oficializar sua candidatura em breve

    Com diretores atuais como vice, Paulo Garcia se lança como candidato à presidência do Corinthians

    ver detalhes
  • Romarinho marcou sobre o Real Madrid, na semifinal do Mundial de Clubes de 2017

    Corinthians tira onda no Twitter após gol de Romarinho no Real Madrid

    ver detalhes
  • Novo uniforme branco do Corinthians na temporada 2017/18

    Corinthians e Nike renovam parceria até 2029; clube recebe bolada de luvas

    ver detalhes
  • Parte da dívida é relativa a venda de Felipe ao Porto

    Corinthians tem cerca de R$ 10 milhões a receber de clubes brasileiros e europeus

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes