Rodriguinho pede atenção a erros e aposta evolução do Timão em 'fator casa'

Rodriguinho pede atenção a erros e aposta evolução do Timão em 'fator casa'

Por Meu Timão

Rodriguinho comemora gol marcado sobre o Santa Fe (COL)

Rodriguinho comemora gol marcado sobre o Santa Fe (COL)

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Atual vice-líder do Brasileirão, o Corinthians está longe de apresentar o futebol que encantou a Fiel ao longo do segundo semestre de 2015. Seja pela série de jogadores vendidos no início da temporada ou pela saída de Tite para a Seleção Brasileira, o Timão tem, aos poucos, evoluído coletivamente, de acordo com Rodriguinho.

Para o camisa 26, a equipe alvinegra está em ascensão, e a chegada de Cristóvão Borges ao clube deu prosseguimento ao legado deixado pelo antecessor. “Ele (Cristóvão) chegou disposto a conhecer todo o grupo. A princípio não se mudou muita coisa, comissão é parte da mesma. Aos poucos ele vem implantando o que ele quer. Como falei, nossa equipe já era bem montada”, disse Rodriguinho durante participação no programa Seleção SporTV.

“É até difícil te falar porque realmente foi pouco tempo de trabalho. Ele chegou numa sequência do campeonato em que jogávamos de quarta e domingo, foi só na base da conversa que ele foi adaptando o que queria. O bom é que a equipe conseguiu entender bem o que ele queria, e a sequencia de vitórias foi boa pra que ele tivesse tranquilidade pra trabalhar”, acrescentou o meia.

Embora acumule quatro vitórias consecutivas, o Corinthians ainda apresenta falhas em seu sistema de jogo. Entretanto, segundo Rodriguinho, Cristóvão tem utilizado as “semanas cheias” – sem compromissos oficiais às quartas ou quintas-feiras – para corrigi-las a tempo do clássico contra o São Paulo deste domingo, às 16h, na Arena, pela 15ª rodada do Brasileirão.

“Estão acontecendo alguns erros, nível de concentração durante o jogo, ele está trabalhando pra que a equipe seja um pouco mais regular durante os 90 minutos”, destacou o armador, que ressaltou o valor das vitórias do Timão na Arena, mas pediu atenção máxima às partidas longe de Itaquera.

“Sim, o fator casa é importantíssimo. Mas um campeonato como esse temos que buscar pontos fora, sabemos da importância disso. Isso foi demonstrado ano passado, a equipe teve um bom aproveitamento fora”, recordou. “Jogar com a força da nossa torcida, um campo rápido, a bola corre muito e conseguimos impor velocidade, pressionar as equipes adversárias, acho que isso que faz a nossa equipe ser tão forte”, concluiu.

Veja Mais:

  • Timão conquistou Paulistão sobre a Ponte Preta; times voltam a se enfrentar logo na abertura de 2018

    Corinthians e Ponte Preta reeditam final na abertura do Paulistão 2018; veja a tabela

    ver detalhes
  • Alessandro Nunes e Roberto de Andrade são responsáveis por formar elenco de 2018

    Presidente do Corinthians estabelece número ideal de contratações para 2018 e promete time forte

    ver detalhes
  • Timão encara o arquirrival Palmeiras na ida da final da Copa do Brasil

    Com entrada gratuita, Arena Corinthians recebe decisão do Sub-17

    ver detalhes
  • Carille deve ajudar Jô na missão do atacante pela artilharia

    Reta final do Corinthians terá titulares contra Flamengo e Atlético-MG e reservas diante do Sport

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes