Cristóvão Borges explica mudanças na equipe e compreende vaias da torcida

Cristóvão Borges explica mudanças na equipe e compreende vaias da torcida

Por Meu Timão

Cristóvão Borges justificou as mudanças na equipe ao longo do clássico

Cristóvão Borges justificou as mudanças na equipe ao longo do clássico

Foto: Vinícius Souza/Meu Timão

Após o empate pelo placar de 1 a 1 no clássico contra o São Paulo neste domingo, o Corinthians teve a sequência de quatro vitórias no Campeonato Brasileiro interrompida. Em meio à apresentação abaixo do esperado, Cristóvão Borges lidou com as primeiras vaias da torcida desde sua chegada durante as substituições. Em razão das reclamações, o técnico revelou as razões de suas mudanças na equipe.

A principal delas, ocorreu antes mesmo da bola rolar, já que Danilo foi escalado como atacante no lugar de Luciano e atuou durante os 90 minutos. Além da alteração no setor ofensivo, o treinador também promoveu o retorno de Elias na equipe, já na segunda etapa, que teve a atuação contestada por grande parte da Fiel.

“O Elias, claro, pra dar ritmo a ele também. Ele já está trabalhando bem também, e o Rodrigo Caio já tinha levado cartão amarelo. O Danilo, eu poderia ter feito a substituição dele, mas o São Paulo tem um jogão muito bem de corredor. Foi mais pra proteger a gente continuar tendo jogadores pelos lados. Proteger defensivamente e ter jogadas ofensivas. Até porque eles colocaram o Luiz Araújo do lado direito, um jogador rápido”, declarou o treinador.

Questionado sobre as vaias vindas das arquibancadas no momento das alterações, Cristóvão Borges viu a situação de forma natural e justificou a escolha por Guilherme no lugar de Giovanni Augusto a partir da condição física dos atletas.

“É verdade, tanto é que eles (torcedores) reclamaram. Acontece. O Giovanni ficou sem treinar quase que cinco dias, treinou, sabíamos que ele provavelmente não aguentaria o jogo inteiro. Ele começou porque no início eu queria fazer duas mudanças. Foi quando o jogo estava se alternando muito, bons e maus momentos, estávamos errando e encaixando no jogo do São Paulo, no contra-ataque. No final, coloquei o Guilherme mais descansado pra ajudar no meio de campo”, finalizou Cristóvão Borges.

Depois do empate, o Corinthians chegou aos 29 pontos e permanece na vice-liderança. O Timão volta a campo no próximo sábado, às 16h, na Arena Corinthians, diante do Figueirense.

Veja Mais:

  • Fagner em partida contra o São Paulo, pelo Paulistão

    TJD-SP volta atrás sobre julgamento de Fagner, que pode desfalcar Corinthians em decisão

    ver detalhes
  • Cássio foi presenteado por Dona Lina no encontro dos dois no CT Joaquim Grava

    Com presente guardado há cinco anos, corinthiana de 87 anos realiza sonho de conhecer Cássio

    ver detalhes
  • Felipe, Malcom e Gil foram vendidos pelo Corinthians em 2016

    Venda de atletas e luvas da TV fazem Corinthians ter maior arrecadação da história em 2016

    ver detalhes
  • Diga xis! Confira o novo álbum 3x4 do elenco do Corinthians

    Diga xis! Confira o novo álbum 3x4 do elenco do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes