Nadador do Corinthians trabalha por final olímpica ao lado da torcida no Rio

Nadador do Corinthians trabalha por final olímpica ao lado da torcida no Rio

Por Meu Timão

Felipe França espera estar na briga por uma medalha no dia 7 de agosto

Felipe França espera estar na briga por uma medalha no dia 7 de agosto

Foto: Satiro Sodré/SS Press/CBDA

Um dos representantes da maior delegação de natação do Corinthians na história dos Jogos Olímpicos, Felipe França trabalha por um bom resultado na prova dos 100 m peito. O atleta sonha com uma medalha no Centro Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro, mas coloca como primeira meta estar entre os oito finalistas.

“As expectativas são boas, tenho treinado bastante. Tenho pensado bastante em medalha, logicamente, o atleta sempre pensa, mas eu tenho pensado bastante na final, que é um passo antes de chegar à medalha. Graças a Deus, tenho treinado bastante para que isso possa acontecer”, afirmou.

França disputará a eliminatória de sua prova na tarde de 6 de agosto. Não havendo surpresas, estará na semifinal à noite, brigando por sua vaga na decisão. A bateria que definirá o pódio ocorrerá na noite seguinte.

“Não vou falar que a final é garantido, porque ainda precisa acontecer, mas creio que, ocorrendo tudo certo, eu fazendo a técnica boa, fazendo todos os passos que treinei, a final vai vir. Vamos caminhar para que tudo corra bem e, se Deus quiser, eu possa trazer uma medalha também”, comentou o nadador do Corinthians, que terá apoio da torcida no Rio.

“Em uma final com todos os brasileiros torcendo na arquibancada, gritando o nome, a gente vai ter que se blindar bastante porque isso pode atrapalhar. Eu, particularmente, gosto da torcida, mas entro muito concentrado na minha prova. Peço que torçam por mim para que eu possa vibrar também”, concluiu.

Veja Mais:

  • Corinthians volta a jogar nesta segunda pela Liga Nacional

    Corinthians encara 'reforçado' Sorocaba na primeira final da Liga Nacional

    ver detalhes
  • Pelada registrada no Amapá, onde Caio presenciou o tradicional 'futilama'

    Do Amapá à Antártida: torcedor do Corinthians, fotógrafo percorre o mundo em busca de peladas

    ver detalhes
  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes