Defesa 'bem demais' e falta de peso ofensivo: Cristóvão detalha chegada ao Timão

4.2 mil visualizações 61 comentários

Por Meu Timão

Cristóvão contou a mudança promovida por ele no Corinthians em seus primeiros dias

Cristóvão contou a mudança promovida por ele no Corinthians em seus primeiros dias

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Oficializado no comando técnico do Corinthians há pouco mais de um mês, Cristóvão Borges ainda tem de lidar com as comparações a Tite, seu antecessor e hoje na Seleção Brasileira. Além de não se incomodar com as críticas, o comandante alvinegro voltou a dar detalhes de sua “primeira impressão” ao assumir a equipe atual campeã brasileira.

“Quando eu cheguei e dirigi o primeiro jogo, contra o Atlético, eu nunca tinha tomado um sufoco tão grande durante tanto tempo e o meu goleiro não pegar na bola. Então eu vi: ‘Esse time defende bem demais’”, afirmou Cristóvão Borges, em entrevista à rádio Jovem Pan.

Embora tenha aprovado a formação defensiva, o técnico teve de pôr sua ideologia em prática em relação ao ataque. Isso porque, eu sua visão, o Corinthians tinha a necessidade de maior peso ofensivo – na derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG, sua estreia, Guilherme ainda possuía a condição de titular.

“Só que a gente chegou pouco no ataque, então está desequilibrado. No jogo seguinte, fui buscar esse equilíbrio e troquei. Ainda não tinha André, Pato, tinha o Luciano, que estava voltando e precisava de oportunidade também. Coloquei o Luciano e consegui colocar um pouco mais de peso no ataque, a gente conseguiu ganhar o jogo, fizemos dois gols”, disse.

“Nos jogos seguintes, a minha busca passou a ser essa e de controle maior do jogo, mais posse de bola e procurar dar velocidade. Isso a gente vai conseguir à medida que tiver todos os jogadores, ainda não consegui ter todos os jogadores”.

Entre outros assuntos, como as vaias entoadas pela torcida do Corinthians nos últimos dois jogos, contra São Paulo e Figueirense, Cristóvão reforçou seu objetivo principal à frente do clube. “O que pra mim é claro: eu tenho que continuar fazendo o Corinthians ganhar. Isso é simples. Agora, de que maneiras? Vou buscar colocar aquilo que acho e entendo de futebol a agregar aquilo de bom que o time tem, e tem muita coisa boa”, concluiu.

Veja Mais:

  • Cazares ficará à disposição de Coelho na Neo Química Arena

    Coelho confirma Cazares entre os relacionados e se anima após conversa com o meia: 'Ele quer demais'

    ver detalhes
  • Cássio no treinamento deste sábado no CT Dr. Joaquim Grava

    Cássio tenta encerrar maior sequência de jogos sendo vazado no Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians vem sendo alvo de inúmeros processos trabalhistas; condenação na ação de ex-controller é mais uma dor de cabeça

    Corinthians é condenado em ação de ex-controller de Dualib; advogado pede bloqueio do naming rights

    ver detalhes
  • Mário Gobbi Filho e Paulo Garcia devem se unir para disputar a eleição presidencial contra Duílio Monteiro Alves, Augusto Mello e Ricardo Martitan

    Eleição no Corinthians: coalizão entre Mário Gobbi e Paulo Garcia é encaminhada após reuniões

    ver detalhes
  • Dyego Coelho comandou o treinamento deste sábado no CT Joaquim Grava

    Coelho manda indireta sobre o Corinthians: 'Ser comandante não é ser dono do CT ou do clube'

    ver detalhes
  • Corinthians se aproxima perigosamente da zona de rebaixamento

    Corinthians fecha rodada a um ponto da zona de rebaixamento; time só ganhou de quem está atrás

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: