Goleiro convocado para Seleção Olímpica foi revelado pelo Corinthians

Goleiro convocado para Seleção Olímpica foi revelado pelo Corinthians

5.1 mil visualizações 49 comentários Comunicar erro

Camisa 1 do Brasil na Olimpíada, Weverton iniciou a carreira profissional no Timão

Camisa 1 do Brasil na Olimpíada, Weverton iniciou a carreira profissional no Timão

Lucas Figueiredo/MoWa Press

Além do zagueiro Marquinhos, outro jogador formado nas categorias de base do Corinthians defenderá a Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro: o goleiro Weverton, destaque do Atlético-PR. O arqueiro, que foi chamado às pressas no lugar do palmeirense Fernando Prass, cortado em razão de uma lesão no cotovelo, teve uma passagem curiosa pelo Timão.

Natural de Rio Branco (AC), Weverton despertou o interesse do Corinthians durante a Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2006, após brilhar na derrota do Juventus-AC, sua equipe, por 1 a 0 para o time do Parque São Jorge. Pouco tempo depois, ainda jovem, foi chamado para fazer teste no clube e acabou integrado às divisões menores.

Depois de duas temporadas, Weverton foi ascendeu à categoria profissional do Corinthians. Em 2008, trabalhou sob o comando do técnico Mano Menezes na Série B do Campeonato Brasileiro, mas, embora promissor, não recebeu oportunidades. Com saudades da família, além do incômodo com a situação, chegou a fugir do CT do Timão para voltar a Rio Branco e acabou repreendido pelo ex-técnico.

Apesar de desistir da ideia de abandonar a carreira nos gramados, o goleiro teve vida curta no Parque São Jorge. Na temporada 2009, foi emprestado ao Oeste-SP a fim de que Danilo Fernandes, à época destaque do time Sub-20, ascendesse ao elenco adulto em seu lugar. Deste então, Weverton passou por América-RN, Portuguesa e Atlético-PR. Foi em Curitiba, aliás, que o jogador se firmou como titular absoluto: são 243 jogos pelo clube do Paraná e um título estadual, no início de 2016.

Nesta segunda-feira, o arqueiro se apresentou à Seleção Olímpica e recordou sua passagem pelo Timão. “Um orgulho, Deus faz tudo no tempo dele, na hora certa. Se não foi para jogar no Corinthians é porque não era o momento, eu tinha que ser campeão na Portuguesa, e se cheguei à Seleção é porque estou preparado para isso. Estou tranquilo, sei que a responsabilidade é enorme, mas estou preparado para isso. Sei da importância que o Prass tinha para a Seleção, é uma fatalidade, lamento, mas cada um tem que procurar fazer sua história”, disse em entrevista coletiva.

(Weverton participa de ação de marketing no Corinthians - Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Veja Mais:

  • Clayson, Luan, Sornoza, Marciel e Matheus Matias: confira o vaivém no Corinthians neste fim de 2018

    Corinthians no mercado da bola: saiba quem chega, quem sai e quem negocia com o Timão para 2019

    ver detalhes
  • Boa parte da grana deixada pelo torcedor na Arena Corinthians não vai para o Fundo

    Despesas levam R$ 15,5 mi da bilheteria do Corinthians em 2018; veja levantamento do Meu Timão

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians deposita altas doses de esperança no retorno de Carille

    Torcida do Corinthians coloca retorno do Carille no topo dos assuntos mais comentados do Brasil

    ver detalhes
  • Uendel, um dos alvos do Corinthians, tem 30 anos; 11 a mais que o atual titular Carlos Augusto

    Corinthians aumenta 'filtro de idade' em buscas indicadas por Carille no mercado da bola

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes