Goleiro convocado para Seleção Olímpica foi revelado pelo Corinthians

Goleiro convocado para Seleção Olímpica foi revelado pelo Corinthians

Camisa 1 do Brasil na Olimpíada, Weverton iniciou a carreira profissional no Timão

Camisa 1 do Brasil na Olimpíada, Weverton iniciou a carreira profissional no Timão

Foto: Lucas Figueiredo/MoWa Press

Além do zagueiro Marquinhos, outro jogador formado nas categorias de base do Corinthians defenderá a Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro: o goleiro Weverton, destaque do Atlético-PR. O arqueiro, que foi chamado às pressas no lugar do palmeirense Fernando Prass, cortado em razão de uma lesão no cotovelo, teve uma passagem curiosa pelo Timão.

Natural de Rio Branco (AC), Weverton despertou o interesse do Corinthians durante a Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2006, após brilhar na derrota do Juventus-AC, sua equipe, por 1 a 0 para o time do Parque São Jorge. Pouco tempo depois, ainda jovem, foi chamado para fazer teste no clube e acabou integrado às divisões menores.

Depois de duas temporadas, Weverton foi ascendeu à categoria profissional do Corinthians. Em 2008, trabalhou sob o comando do técnico Mano Menezes na Série B do Campeonato Brasileiro, mas, embora promissor, não recebeu oportunidades. Com saudades da família, além do incômodo com a situação, chegou a fugir do CT do Timão para voltar a Rio Branco e acabou repreendido pelo ex-técnico.

Apesar de desistir da ideia de abandonar a carreira nos gramados, o goleiro teve vida curta no Parque São Jorge. Na temporada 2009, foi emprestado ao Oeste-SP a fim de que Danilo Fernandes, à época destaque do time Sub-20, ascendesse ao elenco adulto em seu lugar. Deste então, Weverton passou por América-RN, Portuguesa e Atlético-PR. Foi em Curitiba, aliás, que o jogador se firmou como titular absoluto: são 243 jogos pelo clube do Paraná e um título estadual, no início de 2016.

Nesta segunda-feira, o arqueiro se apresentou à Seleção Olímpica e recordou sua passagem pelo Timão. “Um orgulho, Deus faz tudo no tempo dele, na hora certa. Se não foi para jogar no Corinthians é porque não era o momento, eu tinha que ser campeão na Portuguesa, e se cheguei à Seleção é porque estou preparado para isso. Estou tranquilo, sei que a responsabilidade é enorme, mas estou preparado para isso. Sei da importância que o Prass tinha para a Seleção, é uma fatalidade, lamento, mas cada um tem que procurar fazer sua história”, disse em entrevista coletiva.

(Weverton participa de ação de marketing no Corinthians - Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Veja Mais:

  • Moisés assinou novo contrato até dezembro de 2019

    Corinthians renova contrato de lateral por mais dois anos

    ver detalhes
  • Cássio (à dir.) foi apresentado como reforço do Corinthians ao lado de Felipe, hoje no Porto

    'Nunca me imaginei jogando no Corinthians': Cássio conta bastidores da chegada ao Timão

    ver detalhes
  • Torcedores seguem se associando ao Corinthians

    Em nova atualização do Fiel Torcedor, número de sócios do Corinthians segue crescendo

    ver detalhes
  • Arena Corinthians pode ser palco de torneio de pré-temporada em 2018

    Copa-2018 e troca de gramado deixam Corinthians cauteloso sobre torneio de pré-temporada na Arena

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes