Após reclamações, CBF adota medidas e contrata português para avaliar arbitragem

Após reclamações, CBF adota medidas e contrata português para avaliar arbitragem

Por Meu Timão

Vitor Pereira tem acusações de favorecimento a clubes em Portugal

Vitor Pereira tem acusações de favorecimento a clubes em Portugal

Foto: Divulgação

As recorrentes reclamações em torno da arbitragem fizeram a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) adotar medidas para minimizar os erros. Trios fixos passarão a ser adotados, e o trabalho deles será avaliado por uma comissão independente, com afastamento previsto como punição e prêmio em dinheiro aos melhores.

Essa análise será comandada pelo português Vitor Pereira, que apitou duas Copas do Mundo e foi chefe da arbitragem de seu país por mais de dez anos. Acompanharão o europeu dois ex-juízes brasileiros: José Roberto Wright e Cláudio Vinícius Cerdeira.

“Queremos um grupo que analise os problemas de forma independente, avaliando e apontando soluções, aplicando medidas corretivas e, ao mesmo tempo, premiando aqueles que têm um bom desempenho”, afirmou o secretário-geral da CBF, Walter Feldman.

Fixos por maior entrosamento, os trios receberão uma nota a cada partida em que atuarem. A partir dessa avaliação, será feito um ranking divulgado após todas as rodadas da Série A e da Série B do Campeonato Brasileiro. Aqueles que falharem poderão ser afastados para um programa de reciclagem. Já os considerados melhores receberão, no final da temporada, prêmios que totalizarão R$ 500 mil.

Há ainda uma novidade no sistema do sorteio dos trios. As partidas é que passarão a ser sorteadas e divididas entre os melhores árbitros, não o contrário. A única restrição é que eles não apitem jogos de equipes de seus estados.

O Corinthians teve polêmicas de arbitragem nas últimas rodadas. Na vitória por 1 a 0 sobre o Internacional, reclamou de pênalti em Bruno Henrique e viu o adversário pedir penal em Ariel. No empate por 1 a 1 com o Figueirense, o técnico rival Argel esbravejou porque julgou que Cássio deveria ter sido expulso por falta dura. No lance anterior, Morassi, do time catarinense, aplicou entrada violentíssima em Uendel e também não recebeu o cartão vermelho.

Veja Mais:

  • Guilherme Arana disputará Sul-Americano no Equador

    Corinthianos são convocados para Sul-Americano Sub-20; Jabá fica fora

    ver detalhes
  • Moisés, de 21 anos, foi um dos destaques do Bahia em 2016

    Destaque do Bahia, lateral faz parte dos planos do Corinthians para 2017

    ver detalhes
  • Internacional foi alvo de gafe da Fifa

    Fifa comete gafe, troca escudo do Internacional e põe foto do Corinthians no lugar

    ver detalhes
  • Alan Mineiro não fica no Corinthians em 2017

    [Teleco] Alan Mineiro não fica no Corinthians em 2017

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes