Em primeira partida dos Jogos Olímpicos, Arena Corinthians quebra recorde duplo

Em primeira partida dos Jogos Olímpicos, Arena Corinthians quebra recorde duplo

Por Meu Timão

Palco do confronto desta quarta-feira entre Canadá e Austrália, válido pelo futebol feminino, a Arena Corinthians registrou o gol mais rápido desde sua construção. Em sua primeira partida nos Jogos Olímpicos Rio 2016, a casa corinthiana teve suas redes balançadas aos 17 segundos marcados no cronômetro. Além do recorde em Itaquera, o tento também bateu o recorde olímpico - foi o mais rápido do futebol na história da Olimpíada.

O gol feito pela atacante canadense Beckie superou o recorde do estádio, até então com a marca de 30 segundos de bola rolando. Em 2015, no confronto válido pelo duelo de ida da pré-Libertadores, entre Corinthians e Onde Caldas-COL, o atacante Emerson Sheik fez a festa da Fiel em Itaquera também antes do relógio marcar um minuto. Na oportunidade, o Timão venceu o clube colombiano por 4 a 0.

Além do confronto entre Canadá e Austrália, a Arena Corinthians recebe outros nove jogos pela competição internacional. O próximo deles acontece já nesta quarta-feira, a partir das 18h, entre Alemanha e Zimbabwe, também pela modalidade de futebol feminino.

Confira o gol marcado pelo Canadá

Veja Mais:

  • Corinthians/Audax atropelou Cerro Porteño em solo paraguaio

    Mulherada do Corinthians/Audax goleia donas da casa e se classifica para final da Libertadores

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians que se prepare: reta final do Brasileirão promete altas emoções

    Fim da rodada: Corinthians mantém vantagem, mas rivais alcançam Grêmio e embolam classificação

    ver detalhes
  • Corinthians foi hexacampeão brasileiro em 2015

    CBF define valores de premiação do Brasileirão-2017; Corinthians leva bolada se for campeão

    ver detalhes
  • Maltos brilhou diante do Grêmio, na Arena do adversário

    Goleiro defende quatro pênaltis, Corinthians bate Grêmio e avança na Copa do Brasil Sub-17

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes