Torino ganha concorrência de outro time italiano por Bruno Henrique

Torino ganha concorrência de outro time italiano por Bruno Henrique

Por Meu Timão

Bruno Henrique tem permanência incerta no Corinthians

Bruno Henrique tem permanência incerta no Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

O Corinthians pode ganhar fôlego extra na negociação do volante Bruno Henrique com o Torino, da Itália. Com uma proposta de renovação contratual já apresentada ao meio-campista, a diretoria do Timão entende que mantê-lo no Brasil não será tarefa fácil. O interesse do também italiano Palermo no atleta, porém, pode elevar os números da possível transação.

De acordo com o portal Gianlucadimarzio.com, o jogador corinthiano está na lista de reforços desejados pelo clube da Região Siciliana nesta janela de transferências. A informação publicada nesta sexta-feira crava que o Palermo já sondou a situação do volante e, inclusive, busca um acordo para satisfazer as exigências do Corinthians.

Ainda segundo o site, o Torino, primeiro a demonstrar interesse em Bruno Henrique, teria desistido de contratar o atleta alvinegro. A ideia do Palermo, que levou o jovem meia-atacante Matheus Cassini do Parque São Jorge em 2015, é seduzir o meio-campista, a começar pelo fato de o jogador ter sua primeira experiência no futebol italiano.

Antes criticado por parte da torcida do Timão, Bruno Henrique ascendeu à equipe titular e atualmente é um dos mais assíduos sob o comando do técnico Cristóvão Borges. O camisa 25, aliás, chegou a revezar a braçadeira de capitão do Corinthians com o lateral-direito Fagner por longo período em 2016.

O meio-campista está vinculado ao clube alvinegro apenas até 31 de dezembro. Nos últimos dias, o Torino enviou uma oferta de 4 milhões de euros (cerca de R$ 14 milhões), valor da multa rescisória do volante, ao seu estafe. A diretoria da equipe paulista, no entanto, nega a chegada de uma proposta oficial. O contrato a ser firmado pelo brasileiro teria validade de quatro temporadas e salário de 650 mil euros por ano.

A possibilidade do negócio, porém, não é bem vista dentro do Parque São Jorge. Isso porque o Corinthians teria direito a somente 25% do montante, correspondente à sua fatia de direitos econômicos. Por outro lado, Bruno Henrique vê a possibilidade como grande chance da carreira para jogar na Itália, onde o irmão é jogador profissional de futebol de salão.

Veja Mais:

  • Carille vai mudar rotina do Timão e tirar concentração do CT

    Pela primeira vez em seis anos, Corinthians deixa CT para se concentrar ao lado do Morumbi

    ver detalhes
  • Homero transformou bandeira invertida em taça da Libertadores nas costas de Edinho

    21 anos após erro de tatuador, corinthiano fecha costas com lembranças épicas da Libertadores

    ver detalhes
  • Parte do elenco Sub-20 permanecerá no Brasil

    Em próxima data FIFA, Corinthians Sub-20 viaja para a Espanha e enfrenta Deportivo La Coruña

    ver detalhes
  • Meia atuou nas categorias de base do Corinthians por três anos

    Cinco anos depois, Corinthians recebe parte da venda de Lucas Moura por ser clube formador

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes