Após vaias, jogadores ganham visita dos filhos em ação de Dia dos Pais; veja fotos

Após vaias, jogadores ganham visita dos filhos em ação de Dia dos Pais; veja fotos

Os jogadores do Corinthians receberam uma grata surpresa na manhã desta quarta-feira, dois dias depois do empate em 1 a 1 com o Cruzeiro. Assim que o treinamento dirigido por Cristóvão Borges teve fim, filhos e esposas apareceram no gramado do CT Joaquim Grava e visitaram os papais do elenco.

Os atletas receberam presentes dos filhos, beijos e abraços, colo necessário para superar a desconfiança e as críticas da torcida – depois do terceiro empate consecutivo dentro de seus domínios, a equipe corinthiana, atual terceira colocada no Brasileirão, foi vaiada por parte dos 33 mil torcedores presentes no Pacaembu na última segunda-feira. Cristóvão foi o mais cobrado e chegou a ouvir xingamentos de “burro”.

O lateral-direito Fagner, um dos papais do grupo alvinegro, abraçou os pequenos Henrique e Lucca, seus dois filhos. Em rápida conversa com a imprensa, o camisa 23 afirmou que sequer desconfiou da ação de Dia dos Pais, promovida pela assessoria de comunicação do clube. “Minha mulher deu uma indiretinha para arrumar o cabelo, mas só isso. Não sabíamos de nada que ia acontecer”, disse Fagner.

A campanha foi recheada de bom humor e sorrisos. O lateral-esquerdo Guilherme Arana e o goleiro Matheus Vidotto lamentaram o fato de ainda não serem papais. “Cadê o meu!?”, protestou o jovem ala. Já Romero, mais contido, ficou ao lado do conterrâneo Balbuena e protagonizou cena hilária: “Ninguém me falou, senão tinha trazido meu cachorrinho, que é meu filho”, soltou o atacante paraguaio.

“É muito legal uma ação como essa, porque a família é a base de tudo. Ter esse apoio dá combustível a mais para a gente continuar buscando os gols e as vitórias. Com a família o apoio é garantido”, concluiu Fagner, em tom bem humorado.

Veja as fotos da ação de Dias dos Pais

(Fotos: Vinícius Souza/Meu Timão)

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes