Ronaldo discorda de Rubinho e defende 'gigante' Cássio de críticas mais duras

Ronaldo discorda de Rubinho e defende 'gigante' Cássio de críticas mais duras

Por Meu Timão

O criticado Cássio ganhou um apoio de peso

O criticado Cássio ganhou um apoio de peso

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Goleiro do Corinthians no início do século, Rubinho fez duras críticas a Cássio, dizendo que ele não tem um bom comportamento e vive das glórias de 2012. Com muito mais autoridade para falar sobre a meta alvinegra, Ronaldo discordou dessa visão e mostrou confiança no atual dono da posição.

“Vou bater de frente com o Rubinho porque, em todos os momentos difíceis e em todos os títulos que conquistou, o Cássio foi o cara. O Cássio foi um gigante. Os jogos que eu vi foram impressionantes. Eu fiz 601 jogos e não conquistei a metade do que ele conquistou e da forma que ele conquistou”, afirmou o ídolo ao UOL.

Apontado por muitos como o maior goleiro da história do Corinthians, Ronaldo procurou dar muito valor aos títulos obtidos em 2012 em vez de colocá-los em um passado remoto. Cássio foi decisivo na conquista da Copa Libertadores daquele ano e também no Mundial, arrancando lágrimas de milhões de alvinegros.

“Nunca chorei tanto em uma conquista como na do Mundial. Eu me vi chorando e abraçado com meus filhos em uma conquista mundial, com o que ele fez”, recordou o camisa I. “Não quero ser indelicado com o Rubinho, mas as conquistas do Cássio são f… Só posso lamentar o pensamento do Rubinho. O meu pensamento é de confiança em um cara gigante no gol do Corinthians.”

Embora a recordação doce de 2012 possa reforçar a tese de que o atual titular do Timão ainda colhe os frutos daquela campanha histórica, Ronaldo diz que sua análise não é baseada no passado. Extremamente ágil sob a trave, o craque do gol alvinegro entre 1988 e 1998 defendeu o estilo de Cássio, que é mais alto e mais lento.

“Eu adoro o Rubinho. É meu parceiro, esteve comigo na época do Corinthians. Mas mudou tudo. Na minha época, era mais impulsão, mais posicionamento, e se segurava mais bola. Hoje, o cara tem dois metros e se posiciona de maneira diferente. Ele não precisa ter tanta impulsão porque ele levanta as mãos e já passa o travessão”, concluiu o ídolo.

Veja Mais:

  • Marcio Zanardi, ex-treinador do Sub-17 do Corinthians, ao lado do pai, Wilson

    Portal denuncia esquema de suborno de R$ 50 mil por escalação na base do Corinthians

    ver detalhes
  • Geuvãnio é baixa do Flamengo para jogo contra Corinthians

    Flamengo anuncia desfalque para jogo contra Corinthians

    ver detalhes
  • Pequeno Mateus viveu noite mágica na última quarta-feira

    Ingresso, camiseta e sonho realizado na Arena Corinthians: a história que está bombando na web

    ver detalhes
  • Timão venceu o Patriotas nesta quarta-feira na Arena

    Adversário do Corinthians nas oitavas da Sul-Americana é definido

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes