Técnico corinthiano de Honduras promete atacar Seleção em semifinal olímpica

Técnico corinthiano de Honduras promete atacar Seleção em semifinal olímpica

Por Meu Timão

Jorge Luis Pinto tem admiração pelo Corinthians

Jorge Luis Pinto tem admiração pelo Corinthians

Foto: Divulgação

Jorge Luis Pinto quer continuar surpreendendo. Técnico da seleção de Honduras nos Jogos Olímpicos, o colombiano se mudou para o Brasil em 1967 e passou a acompanhar com afinco o Corinthians. Com a experiência de quem viveu os anos de maior sofrimento do time alvinegro, ele pede garra a seus atletas.

Assim, mesmo com um time inferior, ele julga alcançável o objetivo de eliminar a Seleção Brasileira nas semifinais da Olimpíada, no jogo marcado para quarta-feira, no Maracanã. “Não vamos mudar nossa estrutura de jogo. Vamos atacar. Vamos atacar”, disse, com um sorriso no rosto.

Pinto foi o técnico que levou a equipe da Costa Rica até as quartas de final da Copa do Mundo do Brasil – só parou nos pênaltis, contra a Holanda. Acostumado a surpreender, ele quer eliminar os donos da casa.

“O Brasil é uma seleção de muita qualidade. O time pode depender de alguma maneira do Neymar, mas não tanto. É claro que é um jogador importante. Já o enfrentei cinco vezes e sei da sua qualidade. É brilhante. Precisamos controlá-lo”, pediu o colombiano.

Veja Mais:

  • Final da Flórida Cup 2017, único revés em mata-mata para o Corinthians no Século 21

    Após seis triunfos, Timão perde primeiro mata-mata para o São Paulo no Século 21

    ver detalhes
  • Não agradou - Titular no Majestoso, Guilherme teve atuação discreta na decisão da Florida Cup

    Meia do Corinthians tem nota próxima do zero após empate

    ver detalhes
  • Timão disputou primeiro clássico de 2017 na noite deste sábado

    Clássico termina empatado e Corinthians perde título para rival nos pênaltis

    ver detalhes
  • Marquinhos Gabriel foi chutado por Bruno

    Marquinhos Gabriel leva chute na cabeça; árbitro ignora, mas expulsa Kazim e Maicon

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes