Marquinhos reclama de falta de sorte e lembra gol perdido por Giovanni

Marquinhos reclama de falta de sorte e lembra gol perdido por Giovanni

Marquinhos Gabriel admitiu má fase do time e projetou 'mudança de ares' após vitória na segunda-feira

Marquinhos Gabriel admitiu má fase do time e projetou 'mudança de ares' após vitória na segunda-feira

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O meia Marquinhos Gabriel sabe que o momento do Corinthians no Campeonato Brasileiro está longe de ser o ideal. Sem vencer há três partidas, a equipe paulista enxerga como fundamental o triunfo diante do Vitória, adversário da próxima segunda-feira. Ao menos para o armador, o atual campeão ainda luta pelo título.

“Externamente gerou muita expectativa, mas internamente a gente sabe do que precisa. Vamos brigar pelo título, sim. A gente tem qualidade no elenco e total confiança para buscar esse título”, afirmou Marquinhos Gabriel em entrevista coletiva nesta quarta-feira, no CT Joaquim Grava, após o treinamento.

De acordo com o jogador, um dos homens de confiança do técnico Cristóvão Borges, o Corinthians necessita melhorar seu desempenho geral. Só assim as individualidades aparecerão. “Acho que estamos precisando melhorar no total, não é só ataque ou defesa. É uma questão de conjunto”, acrescentou o meia-atacante.

A torcida corinthiana, no entanto, já demonstra insatisfação com a fase atual do time. Na noite de segunda-feira, membros de torcidas organizadas compareceram à sede social do clube para protestar contra a gestão do presidente Roberto de Andrade. Cristóvão Borges, há menos de dois meses no cargo, foi poupado da manifestação.

Para Marquinhos, o treinador tem buscado alternativas para solucionar os problemas colocados a ele – como a falta de um centroavante para disputar a titularidade com André. “Tem nos passado tranquilidade para a gente exercer nossa função dentro de campo. Infelizmente as coisas às vezes não acontecem, mas a gente espera que na próxima segunda-feira a vitória chegue”, frisou o camisa 31, que admitiu: até a sorte deixou o Parque São Jorge.

O "quase gol" de Giovanni Augusto, quando Corinthians e Grêmio ainda empatavam em 0 a 0 em Porto Alegre, evidencia o momento ruim. Na ocasião, o número 17 aproveitou a sobra de Marcelo Grohe e bateu rasteiro a menos de um metro da meta adversária, mas o zagueiro Pedro Geromel fez corte providencial.

“Teve um lance do Giovanni Augusto que foi bem isso contra o Grêmio, sem goleiro ele foi interceptado. Mas vamos continuar trabalhando para que essa maré volte a funcionar a nosso favor”, finalizou.

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes